TC Mover
Mover

Com sinais muito favoráveis, Previdência deve ser aprovada hoje; mundo afora, Powell e ata do Fed seguram ativos de risco

Postado por: TC Mover em 10/07/2019 às 8:58

Após mais um ciclo de negociações de última hora, a Câmara dos Deputados encerrou, perto das 01h00 desta madrugada, as discussões em torno da Reforma da Previdência e deve reabrir, por volta das 11h00, os trabalhos para a votação da proposta – a peça legislativa mais importante dos últimos 16 anos no país. Os testes feitos pela base parlamentar favorável à proposta mostram que existe apoio para aprovação no primeiro turno com uma margem de 325 a 335 votos – bem acima do mínimo dos 308 requeridos para emendas constitucionais.

 

Assim, a pergunta não é se a reforma passa, e sim quando será aprovada em segundo turno. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vê possível aprová-la em segundo turno até sábado. No entanto, esse cronograma otimista dependerá de como o governo do presidente Jair Bolsonaro resolverá os problemas que inviabilizaram a votação ontem. Mais pedidos de emendas e a desconfiança latente entre Bolsonaro e o Parlamento podem emperrar esses planos. Um ponto de grande interesse é qual o pacote de medidas pós-Previdência que a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, deve divulgar. Comunicação efetiva vai ser importante para alavancar o ânimo dos empresários e dos consumidores para retomar a atividade econômica. 

 

Mas a atenção do investidor não vai se limitar exclusivamente à reforma: o dia no exterior começa tenso, com temores de que tanto o Federal Reserve, como seu presidente Jerome Powell, assumirão uma postura menos dócil quanto ao rumo dos juros na maior economia do mundo. Gestores e analistas esperam que Powell deixe em aberto a possibilidade de uma redução na taxa-alvo de juros dos Estados Unidos quando ele comparecer à rodada de sabatinas semestrais no Congresso americano, hoje e amanhã, mas não sem enfatizar que tudo dependerá do que os dados econômicos tragam. 

 

Como o desempenho das bolsas globais, em especial as americanas, mostrou desde sexta-feira passada, o relatório de empregos privados não-agrícolas dos EUA reduziu a urgência de um corte na taxa Fed Funds no final do mês.

 

Tanto a sabatina de Powell quanto o texto da ata da última reunião de política monetária – que deve sair no meio da tarde de hoje – vão reforçar o mantra de que o Fed agirá para sustentar a expansão econômica, porém com prudência. Powell fala hoje de manhã ante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara de Representantes, em Washington, e amanhã no Comitê Bancário do Senado. Na agenda econômica de hoje no Brasil, o destaque é a divulgação do IPCA de junho, que deve mostrar deflação, de acordo com o consenso da TC Mover. 

 

Um número abaixo desse consenso, que espera deflação de 0,03%, vai elevar a pressão sobre o Banco Central para cortar a taxa básica de juros Selic na reunião de final de julho. Gestores como Rogério Xavier, da SPX Capital, e Luiz Fernando Figueiredo, da Mauá Capital, alegam que o BC condicionou o curso da política monetária à aprovação da Reforma da Previdência e a um balanço de riscos ultrapassado. 

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

Os futuros dos índices americanos recuavam na manhã desta quarta-feira, na mesma direção dos índices na Europa, Japão e China, com investidores reduzindo suas apostas em ativos de risco à espera da sabatina do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, hoje no Congresso.

 

Os próximos dois dias deverão ser de grande volatilidade nos mercados, com os depoimentos de Powell hoje e amanhã, além da divulgação da ata da reunião de política monetária do Fed hoje à tarde. Os investidores devem olhar para a ata do FOMC em busca de pistas que indiquem a direção dos juros nos Estados Unidos. Os dados econômicos recentes mostraram um crescimento sólido das vagas de emprego em junho, enquanto os dados industriais se deterioram – deixando o cenário pouco previsível para a política monetária.

 

.

 

Principais notícias corporativas

 

No âmbito corporativo, Petrobras pode reagir à assinatura de termo de compromisso para o mercado de gás com o Cade, que envolve a venda das fatias da estatal na NTS, TAG, TBG e outras distribuidoras de gás. IRB Brasil pode reagir à decisão da Susep que permite controle pulverizado nas companhias de seguros e resseguradoras – facilitando a saída da União e do Banco do Brasil do quadro societário da companhia. A decisão do governo de retirar limites para uso de milho e outros cereais na cerveja pode impactar as ações da Ambev. Matéria do Brazil Journal sobre o Banco Inter pode ter algum impacto no papel, às vésperas de um plano de reestruturação societária envolvendo a unitização dos papéis e uma oferta primaria. Outras incluem a PetroRio, cuja produção subiu 35% no segundo trimestre, e a Cielo, cujo diretor de relações com investidores se demitiu da companhia. Outro destaque é a decisão da Justiça de Minas de condenar a Vale pela primeira vez a reparar todos os danos causados pelo rompimento das barragens que deixaram 270 mortos. A notícia não teve impacto nos recibos de ações da mineradora negociados em Nova Iorque

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 IGP-M primeiro decêndio (julho) – FGV

09h00 INPC mensal (junho) – IBGE

09h00 IPCA mensal (junho) – IBGE

09h00 IPCA anual (junho) – IBGE

12h30 Fluxo cambial semanal – Banco Central

 

Indicadores internacionais

05h30 Reino Unido – Produção do setor de construção mensal (maio)

05h30 Reino Unido – Produção industrial mensal (maio)

05h30 Reino Unido – PIB mensal (junho)

05h30 Reino Unido – Balança comercial mensal (maio)

08h00 EUA – Pedido de hipotecas semanal

11h00 EUA – Estoques no atacado mensal (maio)

11h30 EUA – Estoques de petróleo bruto – API

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis