TC Mover
Mover

Com coronavírus, Ibovespa tem maior tombo desde ‘Joesley Day’; no radar, PIB dos EUA, IGP-M e balanços

Postado por: TC Mover em 26/02/2020 às 19:19

A forte aversão ao risco, que dominou o humor dos mercados nos últimos dias, impactada pelos receios de que o coronavírus vire uma pandemia global e penalize os resultados das empresas e o crescimento, não poupou a bolsa brasileira na volta do carnaval nesta quarta-feira. Neste que foi o primeiro pregão da semana, o Ibovespa terminou com o maior tombo desde 18 de maio de 2017, quando houve a divulgação de áudios entre o dono da JBS, Joesley Batista, e o presidente Michel Temer, dia que o mercado queria esquecer e ficou conhecido como o “Joesley Day”. Na data, o Ibovespa fechou com queda de 8,80% e o dólar teve a maior alta em 14 anos.

 

Com a baixa desta Quarta-Feira de Cinzas, que teve também o primeiro caso do coronavírus confirmado no Brasil, o índice da B3 completou o terceiro pregão seguido de baixa e acumulou perda de mais de 9%, a pior sequência desde outubro de 2008. Na ocasião, entre os dias 3 e 7 de outubro, o indicador havia perdido 23%. A Vale e a Petrobras, dependentes do comércio com a China e das cotações de commodities, foram as principais contribuições para queda do índice. O petróleo WTI retoma queda abaixo de US$ 50 nos EUA. Os futuros do minério de ferro cederam com alerta da Rio Tinto sobre impacto do coronavírus.

 

A moeda americana, apesar da atuação extraordinária do Banco Central, também bateu nas máximas históricas. Entre hoje e amanhã, a autoridade prevê despejar US$1,5 bilhão em swaps cambiais no mercado. As bolsas americanas chegaram a ensaiar uma alta pela manhã, mas logo recuaram com a confirmação da 15ª vítima do surto no país e a disparada de casos no Irã e na Itália, levando a bolsa brasileira a ampliar as quedas. Amanhã, além do noticiário ligado ao surto, os investidores devem estar atentos à divulgação do PIB americano, às 10h30. Antes, sai o IGP-M, a chamada inflação do aluguel, de fevereiro, e os dados de crédito e o resultado primário do setor público. Também é retomada a temporada de balanços, com destaque para a divulgação dos resultados da Ambev.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis