TC News
News

Com cautela por clima de guerra no Oriente Médio, bolsas fecham no vermelho; no radar, EUA-China, IBC-Br, vendas no varejo

Postado por: TC Mover em 10/01/2020 às 19:29

O Ibovespa bem que tentou, mas não conseguiu reverter a tendência de queda e fechou em baixa nesta sexta-feira, pelo sexto pregão seguido, a pior sequência desde 2017. Ainda sem um catalisador forte para impulsionar os ganhos e em meio à forte saída de investidores estrangeiros, o principal índice acionário da bolsa de São Paulo se prepara agora para os principais eventos da próxima semana, com destaque para a assinatura da fase I do acordo entre Estados Unidos e China, com cerimônia agendada para quarta-feira. As tensões entre americanos e iranianos também seguem no radar, com o estado de alerta permanente para qualquer ataque de ambos os lados. Ainda nos EUA, o Federal Reserve divulga o Livro Bege na quarta-feira.

 

Apesar das quedas, os mercados projetam uma semana mais positiva, marcada pela tão esperada assinatura do acordo entre EUA e China na quarta-feira, data em que serão conhecidos os detalhes da negociação. O vice primeiro-ministro chinês, Liu He, chega na segunda-feira para preparar a assinatura dos documentos. Além disso, a agenda econômica será pesada, com dados do PIB, desemprego e atividade industrial da China na quinta-feira. Eles mostrarão o ritmo de desaceleração da segunda maior economia do mundo e os efeitos da guerra comercial, com impactos nos países emergentes. A projeção é de crescimento do PIB chinês no quarto trimestre em torno dos 6% anualizados, mesmo nível registrado no terceiro trimestre.

 

Na quarta-feira, sai o PIB da Alemanha do quarto trimestre e a produção industrial da Zona do Euro de novembro. As negociações entre o Reino Unido e a União Europeia para concluir o processo do Brexit também estarão no radar, após a aprovação pelo Parlamento britânico do fim do acordo em 31 de janeiro. Ainda na quarta, serão divulgados dados de inflação ao consumidor de dezembro nos Estados Unidos e os indicadores econômicos antecedentes colhidos pelo Federal Reserve no chamado Livro Bege, que podem dar pistas sobre os próximos passos da política monetária americana.

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis