Cerco fecha em torno de Maia e tensão política deve crescer
TC News
News

Cerco fecha em torno de Maia e tensão política deve crescer

Postado por: TC News em 12/04/2019 às 8:55

A velha e a nova política entram em rota de colisão nesta sexta-feira com a notícia da denúncia contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que parece ser a gênese do mal-estar recente entre os poderes Legislativo e o Executivo e que pode frear ainda mais a tramitação da reforma da Previdência. Segundo os jornais de ontem à noite, uma perícia feita em sistemas da Odebrecht indicou repasse de R$1,4 milhão para as campanhas de Maia e de seu pai, o ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia. O mesmo fato já havia sido veiculado em fevereiro, mas o agravante agora é que ela chega em meio às tensões de Maia com o governo do presidente Jair Bolsonaro. O temor de alguns investidores é que o presidente da Câmara se sinta alvo direto da Lava Jato e trabalhe contra o governo, tramitando a agenda econômica a seu favor. “É claro que uma notícia como essa pode colocar ‘gasolina na fogueira’ de um Congresso ainda desorganizado. De forma alguma pode ser lida de maneira positiva para a agenda de reformas econômicas em um momento de desorganização da base,” disse Dan Kawa, diretor de investimentos da TAG Investimentos.

 

Outras manchetes jogam contra o investidor: segundo a imprensa, Bolsonaro forçou a Petrobras a voltar atrás no reajuste do preço do diesel. Temores de interferência na estatal não são novos, mas têm se mostrado menos piores do que a imprensa levanta. O ADR da estatal despencava mais de 5,5% em Nova Iorque – um presságio ruim para o papel no pregão aqui na B3. Pesa também o plano de criar um imposto aos moldes da CPMF, só que mais amplo, mas o governo não deve apostar em propostas que possam diminuir ainda mais a popularidade do presidente. Felizmente, o pregão começou bem mundo afora, com os futuros dos índices acionários americanos mostrando ganhos expressivos, as bolsas europeias operando no azul, o petróleo subindo e a volatilidade recuando. O destaque por trás das altas globais de hoje vem dos fortes dados de agregados monetários, crédito e balança comercial na China. O dólar americano mais fraco ante pares pode ajudar a amortecer na B3 o dano causado pelo vaivém da política brasileira.

 

A agenda desta sexta-feira nos reserva números de produção industrial da Zona do Euro em fevereiro e os dados de confiança do consumidor americano em abril. O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, terá coletiva em Washington por volta das 14h00 de hoje, enquanto o ministro da Economia, Paulo Guedes, tentará acalmar os investidores quanto à reforma da Previdência e o embate velha-nova política em diversos encontros no âmbito da reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

A alta nas exportações chinesas ajuda a mitigar o sentimento de cautela que tomava conta do mercado no pregão desta madrugada, impulsionando os preços das commodities e, consequentemente, os ativos de economias emergentes, e levando as bolsas europeias e os futuros dos índices americanos a virarem de direção para uma tendência positiva do início da manhã.

 

Bolsas: O índice Xangai Composto apagou quase toda a queda no final do pregão asiático após o governo chinês divulgar que a balança comercial do país ficou positiva em US$32 bilhões, muito acima do consenso. Com isso, os países vizinhos, Japão e Coreia do Sul, fecharam a semana em alta, contaminando também as moedas da região. O resultado das exportações da China ajudou a levantar os ânimos na Europa, que mantinha a expectativa com o Brexit e reagia às especulações da mídia de que a Alemanha pode cortar a previsão de crescimento pela metade. O índice de referência Stoxx600 avançava 0,30% no início desta manhã. Já os futuros das bolsas americanas avançavam com força após os dados, apontando para abertura positiva.


Principais notícias corporativas

 

Avianca: Avianca só poderá decolar de Guarulhos se pagar taxas à vista (Folha)

 

Petrobras I: Planalto pede, e Petrobras suspende reajuste do diesel (Globo)

 

Petrobras II: Petrobras estuda modelos, inclusive oferta secundária, para venda de participação na BR Distribuidora.  

 

Imobiliárias: Venda de imóveis usados em SP cresce 26,8% em fevereiro, diz Creci

 

Centauro: Demanda pelo IPO da Centauro ultrapassa oferta de papéis em mais de 2,5 vezes, diz Coluna do Broadcast

 

Taurus: Bolsonaro anuncia decreto para ‘facilitar a vida’ de colecionadores de armas, atiradores e caçadores (Globo)

 

Cemig: PF liga desvios na Cemig a aliados de Aécio Neves (Valor)

 

Light: Light adota estratégia digital contra perdas (Valor)

 

Vale: Justiça bloqueia bens da Biopalma, da Vale, e mais três companhias no Pará (Valor)  

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

09h00 Volume de serviços mensal (fevereiro) – IBGE

09h00 Volume de serviços anual (fevereiro) – IBGE

 

Indicadores internacionais

N.D. China – Investimento estrangeiro direto

00h00 China – Balança comercial (março); consenso US$8,8 bi

00h00 China – Exportações anual (março); consenso 7,30%

00h00 China – Importações anual (março); consenso -1,30%

03h00 Alemanha – Índice de preços por atacado mensal (março)

06h00 UE – Produção industrial mensal (fevereiro); consenso -0,60%

06h00 UE – Produção industrial anual (fevereiro); consenso -1%

09h30 EUA – Preços de bens exportados mensal (março); consenso 0,30%

09h30 EUA – Preços de bens importados mensal (março); consenso 0,40%

11h00 EUA – Confiança do consumidor Michigan (abril); consenso 86

11h00 EUA – Índice Michigan de percepção do consumidor (abril); consenso 98

14h00 EUA – Contagem total de sondas – Baker Hughes

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis