TC Mover
Mover

Carteiras de junho refletem otimismo maior com Previdência; exterior demanda cautela

Postado por: TC Mover em 03/06/2019 às 10:40

A bolsa deve continuar volátil em junho, com o exterior cada vez mais conturbado pela escalada de tensões comerciais, mas as perspectivas estão se mostrando mais promissoras na esteira de sinais mais favoráveis quanto à tramitação da Reforma da Previdência no Congresso, de acordo com estrategistas de seis corretoras.

 

O mês de maio se mostrou um desafiador para o investidor, que teve que lidar temporariamente com os menores níveis da bolsa no ano e com uma forte alta na aversão ao risco, causada pelo colapso das negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China. Com o investidor convencido de que a solução ao impasse é iminente, esperanças de que a agenda legislativa avance no Brasil devem impulsionar a renda variável no país, porém não de forma linear, de acordo com estrategistas do BTG Pactual, BB Investimentos, XP Investimentos, Ativa, Safra e outras corretoras.

 

“Apesar do cenário de curto prazo desafiador, ainda acreditamos que estamos no meio de uma transformação no Brasil, e vemos um claro caminho adiante para avanço do Ibovespa,” diz Karel Luketic, chefe de pesquisa de empresas da XP. Com o investidor confiante de que a tramitação da Nova Previdência dará sustentação ao mercado, “o subsequente processo de contagem dos votos para a votação no plenário da Câmara será desafiador, e esperamos volatilidade.”

 

BTG PACTUAL: Os estrategistas do BTG Pactual adicionaram GPA PN e Rumo ON à carteira de junho, para tirar vantagem de avaliações de preço muito deprimidas. Quanto à carteira de junho, eles mantêm a “mentalidade dos últimos meses, ou seja, um portfólio equilibrado, ainda inclinado para cima, e focado em ações de alta qualidade com um histórico de resultados sólidos.” A carteira de junho segue exposta a ações de empresas que se beneficiam diretamente da retomada esperada da economia e de juros reais de longo prazo mais baixos – como Bradesco, Localiza, Lojas Renner e a Linx.

 

XP INVESTIMENTOS: Com a estagnação econômica, Luketic e sua equipe ajustaram sua projeção para o Ibovespa a 115 mil pontos no final do ano, 125 mil pontos no meio de 2020 e 140 mil pontos no final de 2020. Para junho, eles incluíram dois nomes do setor elétrico, Energias do Brasil, no lugar de AES Tietê, e Copel. Segundo ele, o racional principal da Carteira Top 10 Ações XP continua sendo uma taxa Selic mais baixa por mais tempo, a retomada econômica começando a ganhar velocidade e a aparição de mais nomes de qualidade baratos em meio do cenário de atividade econômica lenta.

 

BB INVESTIMENTOS: Para a equipe do BB Investimentos, o cenário doméstico ainda deve permanecer volátil neste mês, com o trâmite da Reforma da Previdência se mantendo em cena e a guerra comercial trazendo apreensão adicional de impacto negativo no crescimento mundial. Na carteira deste mês, os estrategistas retiraram as ações ON da CSN e da MRV e as PN da GPA, para darem entrada as ações ON da Hypera, Marfrig e Tupy – que devem se beneficiar de um cenário econômico melhor no país, da aprovação de uma lei nova de precificação de medicamentos, de um cenário mais forte para o setor de proteínas e de um dólar mais alto no Brasil, respectivamente.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis