TC Mover
Mover

Cambio deve reagir à fala de Guedes, temor de greves; no radar, leilões do BC, Moro, dados dos EUA e acordo comercial

Postado por: TC Mover em 26/11/2019 às 10:07

As bolsas europeias e os futuros dos índices acionários americanos recuam hoje, apesar de os gestos dos Estados Unidos e da China quanto a um acordo comercial parcial. Negociadores de ambos os países falaram ao telefone na noite de ontem e devem continuar as conversas, mesmo com ruído no fronte da geopolítica. Como proteção, o investidor compra títulos soberanos, ouro e dólar – que hoje sobe no mundo pelo quinto dia seguido. Em relação ao câmbio, as declarações de ontem à noite do ministro da Economia Paulo Guedes devem impactar a cotação, que ontem fechou na máxima histórica. Para ele, o país vai se acostumar ao novo normal de juros baixos e dólar mais caro. Ele tem hoje agenda intensa de reuniões em Washington. De manhã, o Tesouro Nacional divulga o relatório mensal da dívida pública de outubro e o Banco Central oferta até US$785 milhões em leilão de dólar à vista conjugado com swaps reversos.

 

Segundo comunicado do governo chinês, emitido na noite de ontem, emissários do país asiático e dos EUA “alcançaram consenso sobre a solução adequada de questões relevantes” relativas à disputa comercial, que se alastra por 19 meses, e vão permanecer em contato para chegar à Fase I de um acordo comercial parcial. O vice-premiê chinês Liu He, o representante comercial dos EUA Robert Lighthizer e o secretário do Tesouro americano Steven Mnuchin, discutiram alguns pontos fundamentais desse acordo. Recentemente, ambos os lados têm mostrado flexibilidade e feito concessões em alguns pontos vistos como álgidos. Mesmo assim, ainda não está claro para o investidor global se os dois lados chegarão a um acordo antes de 15 de dezembro, quando uma leva de sobretaxas comerciais americanas sobre produtos chineses entra em vigor. Dessa forma, os futuros do índice S&P500 recuam 0,05% na manhã desta terça-feira, em linha com o índice pan-europeu Stoxx Europe 600, que cai um pouco mais intensamente.

 

O conselho da Marisa Lojas aprovou a colocação de 46,875 milhões de ações ON em oferta primaria com esforços restritos. A MRV Engenharia deve pagar R$0,370134837 em dividendos extraordinários por ação a partir de amanhã. Ontem o dia foi de alta para o setor de proteínas. Após o peso da arroba do boi gordo disparar e de rumores de que a China cogita diminuir a taxa de importação da carne sul-americana em 24%, a JBS ON fechou o dia em alta de 9,61%, a maior desde novembro de 2018. A alta fez o BNDES, segundo maior acionista e no processo de sair parcialmente da companhia, lucrar R$1,27 bilhão com as ações do frigorífico. Além de proibir os repasses a sindicatos, o TST congelou as contas das entidades sindicais envolvidas na greve ilegal. Uma juíza do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região negou ontem o pedido feito pela BR Distribuidora para derrubar a liminar que suspendia programa de demissão voluntária.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis