TC Mover
Mover

Pregão testa força do rali “Bullsonaro” após primeira aparição dos candidatos

Postado por: TC Mover em 09/10/2018 às 8:11

O rali de ontem na bolsa, nos juros e no câmbio pode perder parte do ímpeto nesta terça-feira em meio à agenda com poucos indicadores e noticiário eleitoral relativamente intenso. O caminho ao segundo turno da eleição começa em clima de otimismo para o mercado, graças à forte rejeição à plataforma de poder da esquerda e à viabilização de uma agenda mais liberal na economia. A busca por votos para o pleito do dia 28 de outubro começou ontem: do lado da esquerda, Fernando Haddad fez acenos ao centro para empreender algumas das reformas que o país precisa em entrevista na TV Globo. Já Jair Bolsonaro, o grande vencedor da eleição primeiro turno, prometeu respeitar a Constituição e reiterou seu desejo de fazer um país mais amável aos negócios. Haddad tentou se afastar do lastro autoritário do PT e da sua maior figura, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; Bolsonaro, do radicalismo.

 

Nessa luta pelos votos dos eleitores que não gostam de nenhum dos dois concorrentes no segundo turno, é inegável que Haddad tem uma leve vantagem: o PT há dias vinha insistindo para que ele se aproximasse do centro para defender “a democracia”. É possível que nos próximos dois dias, Haddad anuncie a incorporação de parte do programa de Ciro Gomes para obter seu apoio formal, disseram fontes à TC News. PSOL, PCO, parte do MDB e o PSB devem aderir em massa ao palanque do petista. A Bolsonaro, resta brigar com Haddad pelo espólio do eleitorado do PSDB; é provável que ele fique com a maioria dos seguidores do DEM e do PR; o PP deve acertar apoio ao ex-capitão. O certo é que Bolsonaro ainda concentra a maior chance de vitória no segundo turno – a consultoria de risco político Eurasia elevou a probabilidade desse desfecho para 75%; Arko Advice, cujos sócios são contribuidores TC, também tem expectativa calibrada neste ponto. Traders no mercado de balcão estimam uma chance de quase 80%.

 

O exterior opera misto hoje, sem direção na Ásia e na Europa; o pregão asiático ainda sente o anúncio das medidas do governo chinês de relaxamento nas condições de crédito – produto da guerra comercial em curso contra os Estados Unidos e que podem acelerar a inflação. Assim, o humor externo não oferece maior risco para o andamento do pregão local, que ontem teve volume de negócios recorde nos segmentos BM&F e Bovespa da B3. Fique de olho no posicionamento dos partidos políticos para o segundo turno. Há números de inflação da FGV e indicadores antecedentes no plano local, e alguns indicadores na Europa e nos Estados Unidos no plano internacional. A próxima pesquisa de intenção de votos no segundo turno será do instituto Datafolha e deve ser divulgada apenas na quarta-feira.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

 

— Câmbio: deve oscilar, porém manter o viés de queda, com releitura do resultado da eleição de domingo e a primeira entrevista dos candidatos ao segundo turno ontem na TV Globo.

 

— Juros: devem seguir câmbio, de olho em notícias políticas e a aversão ao risco global.

 

— Bolsa: com exterior calmo, notícias corporativas e políticas podem segurar parte dos ganhos do índice, que ontem se aproximou da máxima do ano.

 

— Ações: fique de olho nas estatais, que devem continuar repercutindo o resultado do primeiro turno; em Localiza, que aprovou plano de recompra de 9% das ações em circulação por até 18 meses; Forjas Taurus, que anunciou emissão de 74 milhões de bônus de subscrição em quatro séries; Petrobras, que tomou medidas orientadas pela área técnica da estatal em processo arbitral contra grupo Schahin; BR Distribuidora, com renúncia de Durval Santos à vaga no conselho; Qualicorp, que fez acordo com XP para manter benefício a dono; Cemig, que poderá ser vendida em eventual governo de Romeu Zema, candidato ao governo de Minas Gerais no segundo turno; BRF, que espera concluir venda de ativos no exterior até dezembro; Marfrig, que teve venda Keystone aprovada por órgão antitruste dos EUA; SulAmérica, com compra da Prodent.

 

— Destaques das recomendações: O JPMorgan elevou a recomendação da Even ON ($EVEN3) de neutra para overweight, com preço-alvo de R$ 5.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

 

Trading News

— Gráfico do dia: Haddad ganha em estados dependentes do Bolsa Familia

— China desvaloriza iuan e relaxa crédito com guerra comercial longe de acabar

— Mercados globais têm pregão sem direção; China sente alívio após recentes quedas

— Bolsonaro, Haddad reveem posições vistas como próximas ao autoritarismo

— Onda ‘Bullsonaro’ traz maior volume da história na bolsa e faz dólar cair

— Com mais chance de ajuste fiscal, Bradesco BBI dobra as apostas na Petrobras

— Sinais de vitória de Bolsonaro no segundo turno trazem bolsa perto de máxima histórica

 

Valor Econômico

— PSL ou PT terá de negociar com Centrão para governar

— Mercado reage com euforia à vantagem obtida por candidato

— Bolsonaro descarta ‘paz e amor’

 

O Estado de S.Paulo

— Partidos conservadores avançam na Câmara

— Bolsonaro e Haddad descartam convocar nova Constituinte

— Propostas para Previdência sofrem resistência interna

 

Folha de S. Paulo

— Bolsonaro já busca executivos do setor privado para governo e estatais

— Bancada militar na Câmara salta de 10 para 22

— Após críticas, Bolsonaro e Haddad recuam sobre fazer nova Constituição

 

Globo/G1

— Eleição muda quadro político em vigor há 30 anos, dizem especialistas

— Quatro ‘herdeiras’ de Marielle são eleitas deputadas no Rio

— Bancada feminina na Câmara cresce 51% nas eleições de 2018

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais
— 05h00: IPC – Fipe

— 08h00: IPC-S Capitais – FGV

— 08h00: Indicador Antecedente de Emprego – FGV

— 08h00: Indicador Coincidente de Desemprego – FGV

 

Indicadores internacionais

— 03h00: Balança Comercial da Alemanha de agosto; consenso €16,4 bi

— 03h00: Importações da Alemanha em agosto; consenso -0,2%

— 03h00: Exportações da Alemanha em agosto; consenso 0,3%

–09h55: Índice Redbook dos EUA; anterior 0,3%

— 20h50: Núcleo das Encomendas de Maquinário no Japão em agosto; consenso -4%

 

Eventos

— N.D.: 9ª Conferência de CEO da América Latina, promovida pelo BTG Pactual, em Nova York

— 09h00: Reunião da Aneel

— 09h30: Presidente Michel Temer tem reunião com Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil, Raul Jungmann, ministro da Segurança Pública; Moreira Franco, ministro de Minas e Energia, e Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal

— 11h00: Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, tem reunião extraordinária do Conselho Nacional de Política Energética

— 14h00: Plenário do Senado discute projeto de lei que permite privatização de distribuidoras da Eletrobras

— 16h00: Temer tem reunião com o ministro interino das Relações Exteriores, Marcos Galvão, e Blairo Maggi, ministro da Agricultura

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis