TC Mover
Mover

BTG Pactual mantém preferência por Brasil na América Latina, aposta em aprovação de reformas

Postado por: TC Mover em 20/05/2019 às 11:46

O banco BTG Pactual manteve sua preferência relativa pela bolsa brasileira na América Latina ao considerar um avanço da agenda de reformas no Brasil, tidas como ‘inevitáveis’, apesar do início irregular do governo do presidente Jair Bolsonaro que, combinado com o cenário internacional instável, levou a uma reversão parcial do desempenho favorável das ações brasileiras nos últimos três meses.

 

Para a equipe comandada por Carlos Sequeira, a aprovação de uma reforma da Previdência robusta no comitê especial, com economia prevista R$600 bilhões nos próximos dez anos – ante a proposta original do governo, de economia de R$1,2 trilhão -, “seria suficiente para levar o Ibovespa a até 116 mil pontos”, conforme relatório divulgado nesta segunda-feira.

 

O Brasil é avaliado como um mercado mais caro que o do México – onde também há um governo recém-eleito –, mas a aposta nas reformas sustenta a preferência dos analistas.

 

Entre os países andinos, a equipe prefere os mercados do Peru e da Colômbia – com recomendação de exposição overweight ou acima da média – ao Chile – com recomendação underweight. Para a avaliação do mercado colombiano, os analistas consideraram a alta no preço do petróleo. Já no caso do Peru, a demanda interna e o aumento da renda motivaram a preferência. No Chile, por outro lado, o consumo vem desacelerando.

 

A carteira para a região tem 65% das ações provenientes do Brasil, com destaque para Petrobras PN, Bradesco PN, Renner ON , Cosan ON, Localiza ON e Linx ON. O BTG Pactual incluiu Fibra Uno e InRetail do Mexico, Davivienda da Colombia, assim como Entel e Alicorp do Peru.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis