TC Mover
Mover

BR Distribuidora deixa de ser uma estatal apesar de mercado apático; FGTS, PMIs e aversão ao risco marcam pregão

Postado por: TC Mover em 24/07/2019 às 8:58

Ontem à noite, A BR Distribuidora deixou de ser controlada pela Petrobras. A estatal concluiu a oferta secundária de ações da companhia, pela qual reduziu sua fatia na maior distribuidora de combustíveis do país de 70,3% para 41%. Isso em meio a volumes de negociação baixos e a falta de catalisadores claros para uma alta na bolsa. Se o lote adicional for exercido em sua totalidade pelos bancos coordenadores da operação, a participação da Petrobras no capital da BR Distribuidora cairá para cerca de 37,5%. Se confirmado, a oferta terá movimentado mais de R$ 9,6 bilhões. O fato é histórico: os governos do PT usaram a BR como veículo de crescimento estatal a um grande custo para a Petrobras e os contribuintes brasileiros. 

 

No âmbito da oferta, a Petrobras fechou a venda de quase 350 milhões de ações por R$24,50 cada, deságio de pouco menos de 6%.A venda do controle da BR Distribuidora é mais um capítulo nos esforços do governo do presidente Jair Bolsonaro de privatizar a maior quantidade de estatais possível. O artífice dessa política mais liberal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve acelerar as privatizações e a implementação de programas que devolvam ao brasileiro parte do patrimônio estatal: ele deve anunciar, à tarde, a liberação parcial das contas do FGTS, que, no total, deverá injetar R$42 bilhões no consumo para esse ano e o próximo. 

 

Para compensar o frustrante limite de R$500 por conta nos saques do FGTS para 2019, Guedes deve anunciar que o lucro do fundo FI-FGTS será dividido integralmente entre os trabalhadores. Além da repercussão da oferta da BR e do anúncio do FGTS, fique de olho nos desdobramentos da reunião do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, com representantes da categoria dos caminhoneiros – eternamente insatisfeitos com as condições da tabela do frete. Hoje, Weg e Vivo soltaram balanços antes da abertura dos mercados, e ambos vieram acima do consenso. Energias do Brasil, GPA e Carrefour Brasil divulgam seus balanços depois do fechamento. 

 

A  FGV divulga o índice de confiança do consumidor de julho e, à tarde, o Banco Central informa o fluxo cambial estrangeiro semanal. Mundo afora, o pregão mostra um movimento clássico de aversão ao risco, com bolsas e futuros de índices acionários em queda, um dólar estável com viés de alta, recuo nas taxas de juros dos títulos de dívida nos países mais ricos e ganhos no preço dos contratos do ouro e dos metais preciosos. Nos EUA, o investidor também segue os balanços de gigantes como AT&T, Boeing e Intel hoje, e Amazon e Google na quinta. 

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Principais notícias corporativas

 

No âmbito corporativo, a Cielo teve lucro líquido de R$431,2 milhões no segundo trimestre, abaixo do consenso de R$450 milhões. Apesar disso, a companhia vê sinais de que está entrando novamente nos trilhos do crescimento e espera manter a liderança no setor de meios de pagamentos no Brasil e na América Latina. Hoje devemos ter mais uma oferta secundária na B3: se espera que. à noite, a Hapvida feche captação: tudo indica que há demanda suficiente para completar o livro de ofertas da transação de acordo com fontes..

 

A Vale, que colocou à venda os ativos da sua operação de manganês no Brasil, comunicou que recebeu autorização da Agência Nacional de Mineração, a ANM, para retomar parcialmente as operações a seco no Complexo de Vargem Grande, que foram interditadas em 20 de fevereiro pela reguladora como forma de prevenção: a decisão levou a uma forte queda nos preços do minério de ferro na China e do papel da companhia negociado em Nova Iorque. A retomada parcial totalizará produção adicional de 5 milhões de toneladas em 2019. 

 

A Trisul elevou o guidance inicial para lançamentos e vendas brutas em 2019 em 29%, entre R$900 milhões e R$1 bilhão, cada. A revisão, disse a Trisul, leva em conta a capacidade operacional da incorporadora e a demanda do mercado. A Marfrig poderá adquirir o segundo maior frigorifico do Paraguai, Concepción, segundo fontes. A Petrobras, que deve vender R$3 bilhões em debêntures, pode sofrer com a decisão adversa no Carf sobre processo de R$5,2 bilhões.

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 Índice de confiança do consumidor mensal (julho) – FGV

12h30 Fluxo cambial estrangeiro semanal – BC

 

Indicadores internacionais

04h30 Alemanha – Prévia do PMI composto mensal (julho)

04h30 Alemanha – Prévia do PMI industrial mensal (julho)

04h30 Alemanha – Prévia do PMI do setor de serviços mensal (julho)

05h00 UE – Massa monetária anual (junho)

05h00 UE – Prévia do PMI industrial mensal (julho)

05h00 UE – Prévia do PMI composto mensal (julho) – Markit

05h00 UE – Prévia do PMI do setor de serviços mensal (julho)

08h00 EUA – Pedidos de hipotecas semanais – MBA

10h45 EUA – Prévia do PMI industrial mensal (julho)

10h45 EUA – Prévia do PMI do setor de serviços mensal (julho)

10h45 EUA – Prévia do PMI composto mensal (julho) – Markit

11h00 Vendas de casas novas mensal (junho)

11h30 Estoques de petróleo bruto

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis