TC Mover
Mover

Declarações de Bolsonaro podem pegar o mercado no contrapé

Postado por: TC Mover em 10/10/2018 às 8:15

O investidor deve tentar fazer várias releituras dos comentários feitos pelo candidato Jair Bolsonaro sobre os temas mais caros ao mercado: privatizações, Previdência e impostos. Na primeira parte, algo inesperado: ele repensaria a privatização da Eletrobras para evitar “que a China compre o Brasil”. Defendeu uma reforma da Previdência mais gradativa, alegando que a proposta do presidente Michel Temer “não passa no Congresso do jeito que está”. Seu principal articulador político, o também deputado Onyx Lorenzoni, chamou ontem o plano de Temer de “uma porcaria”. Bolsonaro quer menores impostos em meio a uma crise fiscal sem precedentes. Discurso mais brando para ganhar a eleição ou mudança de posição? Ao que parece, Bolsonaro não quer afrouxar a vantagem de 20 milhões de votos sobre o petista Fernando Haddad a três semanas do segundo turno e pode estar soltando balões de ensaio, para ver como a mensagem chega no eleitor.

 

Há tempo suficiente, na transição e nas primeiras semanas de governo, caso eleito, para negociar a urgência e escopo desses programas, disse um parlamentar próximo de Bolsonaro à TC News. Pelas dúvidas, o rali propiciado pela fortaleza de Bolsonaro nas pesquisas de primeiro turno e a grande desvantagem do PT para o segundo turno deve dar uma pausa, até o mercado reler os pronunciamentos feitos pelo ex-capitão em entrevista coletiva e ao Jornal da Band ontem à noite. O mercado gostou dos comentários de Haddad sobre a necessidade de uma reforma previdenciária nos estados, municípios e o poder Judiciário; mais um aceno ao centro político por votos – será que não é mais do mesmo que o PT fez em eleições passadas? Hoje o mercado fica atento à movimentação política, aos comentários dos candidatos e à divulgação da primeira pesquisa Datafolha para o segundo turno, por volta das 19h00.

 

Câmbio, bolsa e juros podem sentir mais volatilidade vinda do exterior, onde a escalada dos rendimentos dos Treasuries americanos e da aversão ao risco não dá trégua. Expectativa de um desfecho mais favorável para a eleição fez o real se tornar a moeda com melhor desempenho este as maiores do mundo na última semana. Será que isso vai continuar? O investidor tem a chance de realizar, mas o medo de um mercado embalado com a onda Bolsonaro segura o fluxo vendedor. Fique de olho na primeira prévia do IGP-M e os números de fluxo cambial para a semana passada. No preâmbulo da reunião anual do FMI e Banco Mundial na Indonésia, as bolsas e divisas globais podem reagir também aos dados de preços ao produtor no Estados Unidos às 09h30 e a discursos de autoridades do Federal Reserve após o fechamento.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

— Câmbio: deve oscilar com exterior turbulento, alta dos rendimentos dos Treasuries e declarações de Bolsonaro sobre as reformas, Previdência e privatizações.

 

— Juros: devem seguir o câmbio, com ênfase nos comentários de Bolsonaro sobre a reforma da Previdência e a prévia do IGP-M.

 

— Bolsa: pode ter movimento de realização, com bolsas americanas em queda e incerteza eleitoral; força compradora continua sólida, refletindo expectativa que índice Ibovespa fique acima de 100 mil pontos após eleição.

 

— Ações: fique de olho em Petrobras, que estaria tentando retomar venda da TAG ainda este ano,  segundo o Valor; Vale, que irá avaliar a expansão de mina de cobre de Salobo; Direcional, com alta das vendas líquidas para o trimetre; MRV, com queda nas vendas e aumento dos distratos no terceiro trimestre; BR Pharma, com credor contestando plano do grupo na Justiça; Dasa, que entrou em rede global de medicina diagnóstica; Camil, que quase dobrou o lucro líquido no segundo trimestre findo em agosto; B3, que tenta atrair IPO de empresas brasileiras de tecnologia com estudo de segmento específico para o setor; Triunfo, com retomada da caducidade da concessão do aeroporto de Viracopos; BRF, com reflexos de recente investor day.  

 

— Destaques das recomendações: UBS elevou a recomendação para o setor de bancos brasileiros ($IFNC) de neutra para overweight. Equipe tem Itaú Unibanco PN ($ITUB4) e Banco do Brasil ON ($BBAS3) como preferidas.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

 

Trading News

— Exterior opera misto com mercado de olho no desempenho dos Treasuries

— Vendas da MRV caem e distratos aumentam no terceiro trimestre

— Camil bate estimativas do segundo trimestre com queda forte em custos

— Dólar despenca com investidores avaliando comentários de Haddad, alianças políticas

— Segundo turno polarizado força legendas a ficarem em cima do muro

 

Valor Econômico

— PT teve mais votos nas áreas violentas

— Anfavea vê falta de clareza em propostas

— Transtorno põe biometria na berlinda

 

O Estado de S.Paulo

— Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

— PT escala emissários para sondar militares

— Bolsonaro já busca nomes para equipe econômica

 

Folha de S. Paulo

— Haddad vai precisar avançar no Sudeste para vencer pleito

— Procuradoria investiga guru de Bolsonaro sob suspeita de fraude

— Aliados querem que Haddad defenda ‘mais armas nas mãos certas’; PT vai a evangélicos

 

Globo/G1

— Jaques Wagner costura ‘frente democrática’ com Ciro, Marina e FH

— Ministério de Bolsonaro terá ‘quatro ou cinco’ generais, diz presidente do PSL

— ‘Vamos acabar com a farra dos marajás’, diz Bolsonaro

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais
— 08h00: IGP-M Primeira prévia – FGV

— 12h30: Fluxo Cambial Estrangeiro; anterior – US$ 6,138 bilhões

 

Indicadores internacionais

— 05h30: PIB do Reino Unido em agosto; anterior 0,3%

— 05h30: Produção Industrial do Reino Unido em agosto; consenso 0,1% na base mensal

— 05h30: Produção do Setor de Construção do Reino Unido em agosto; consenso -0,5%

— 05h30: Balança Comercial do Reino Unido em agosto; consenso -£10,90 bi

— 09h30: IPP dos EUA de setembro na base mensal; consenso 0,2%

— 09h30: Núcleo do IPP dos EUA em setembro na base mensal; consenso 0,2%

— 11h00: Estoques no Atacado dos EUA em agosto; consenso 0,8%

— 20h50: Índice ao produtor no Japão em setembro; consenso 2,9% na base anual

 

Eventos

— N.D.: 9ª Conferência de CEO da América Latina, promovida pelo BTG Pactual, em Nova York
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral Datafolha para a Presidência

— N.D.: Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, viaja a Bali para encontro do FMI e do Banco Mundial

10h00: Ministro da Fazenda, Eduardo Guerdia, tem reunião com Eliane Lustosa, diretora de Investimento do BNDES
— 16h00: Guardiã tem reunião com representantes da Caixa Econômica Federal e do Credit Suisse

— 16h30: Presidente Michel Temer tem reunião com Eliseu Padilha, chefe da Casa Civil, Moreira Franco, ministro de Minas e Energia, e Carlos Marun, chefe da Secretaria de Governo da Presidência.

— 18h00: Guardia tem reunião com Ivan Monteiro, presidente da Petrobras

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis