TC Mover
Mover

Bolsas sobem em dia de PMIs, produção industrial e pesquisa ADP nos EUA: Espresso

Postado por: TC Mover em 03/06/2020 às 8:00

Economistas esperam que a produção industrial no Brasil mostre contração de quase 27% em abril na base mensal, a pior na série histórica, após queda de 9,1% em março. Por trás do número estão o impacto do fechamento dos negócios domésticos por conta da pandemia do coronavírus e a forte queda na demanda externa – que afetou tanto a extração de commodities minerais e de energia quanto a produção de bens exportáveis. Na base anual, o indicador deve mostrar tombo de 35,1%. O fatídico dado, que será divulgado por volta das 09h00, será o mais catastrófico para a economia brasileira desde que a Covid-19 paralisou a atividade, em meados de março. Certamente o número deve afetar o sentimento e deve fazer preço na abertura dos mercados futuros na renda variável, o câmbio e os juros, de acordo como membros experientes do TC. Contudo, o investidor pode optar por ignorar a hecatombe no país e olhar para o exterior ameno.

 

A divulgação dos índices de compras de gerentes composto e de serviços na Europa e no Reino Unido, assim como na China, permeiam o sentimento mais positivo e dão um gás extra aos ativos de risco, que caminham para uma das sequências mais longas de altas desde final de fevereiro. O dólar americano recua ante moedas pares e os rendimentos dos Treasuries sobem, sinalizando maior apetite por risco. As bolsas na Europa pegam carona nas altas em Tóquio e Seul, refletindo a abundante liquidez global promovida pelos programas emergenciais e de estímulo de bancos centrais e governos. É na esteira desse otimismo que os futuros dos três índices-referência americanos avançam modestamente, juntamente com a procura por fundos de índice de dívida corporativa mais arriscada, de commodities e de ativos de mercados emergentes. Hoje, o ETF EWZ, que replica uma cesta de ações brasileiras negociadas em Nova Iorque, dispara no pré-mercado. O risco-país, medido pelo CDS soberano de cinco anos, ontem despencou.

 

Além da produção industrial e dos PMIs brasileiros, que saem às 10h00, fique de olho na cotação do DI com vencimento mais próximo, que embute aposta de queda na taxa básica Selic este mês maior do que a praticada pelo Banco Central em maio – alguns gestores clamam por mais um corte em agosto. A autoridade monetária oferta hoje até 12 mil contratos de swap cambial para rolagem e divulga o fluxo cambial semanal. Os dados de mortes e casos confirmados de Covid-19 não amenizam. O Ministério da Saúde pediu prudência no afã de reabrir a economia. No plano corporativo, o mercado deve repercutir o balanço da Braskem. O IPC-Fipe mostrou a segunda deflação consecutiva na cidade de São Paulo no mês. Mundo afora, o relatório da Moody´s ADP sobre o emprego no setor privado dos Estados Unidos projeta a destruição de 9 milhões de vagas em maio. O dado é uma prévia do relatório Payroll, que sai na sexta.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis