TC Mover
Mover

Bolsas sobem com remédio para vírus; no radar, China

Postado por: TC Mover em 29/04/2020 às 18:41

As bolsas subiram hoje diante de novas esperanças de um tratamento para o coronavírus, o que reduziria o impacto da pandemia e permitiria uma retomada mais acelerada da economia global. Os investidores se animaram após o laboratório Gilead informar que os testes com o remédio Remdesivir para acelerar a recuperação em casos de Covid-19 teriam sido promissores. Os doentes tratados com a droga tiveram uma melhora 31% mais rápida, em 11 dias, enquanto os que foram tratados com placebo se recuperaram em 15 dias. A taxa de mortalidade também seria menor, 8%, para 11% dos que não tomaram o remédio. Apesar de os resultados ainda serem preliminares, e de um estudo na China divulgado na semana passada colocar em dúvida a eficácia do remédio, as bolsas subiram, também com a expectativa de que o pico da epidemia está ficando para trás na Europa e nos EUA.

Na Europa, o índice Euro Stoxx600 fechou em alta de 1,75% e, em Nova Iorque, o Dow Jones Industrials terminou perto das máximas. Os investidores gostaram também das declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, de que o banco central americano manterá os juros perto de zero até a crise do coronavírus passar, como fez hoje, em sua reunião de política monetária, e que os estímulos para os mercados, especialmente a compra de títulos privados, serão mantidos. Trata-se de um alento depois dos números do PIB dos EUA no primeiro trimestre, que mostraram uma retração de 4,8% anualizados, ainda sem os impactos totais das quarentenas, que começaram para valer em meados de março

A expectativa agora é com os números dos índices dos gerentes de compras que saem hoje à noite na China, com novos dados do processo de retomada da economia após o coronavírus. Números positivos da Tesla, Microsoft e Facebook divulgados após o fechamento da bolsa também devem animar os investidores amanhã. Na agenda, estarão o desemprego no Brasil em março e na Zona do Euro em abril. Saem também os dados do PIB do euro no primeiro trimestre e o Banco Central Europeu realiza sua reunião de política monetária. Nos EUA, serão divulgados os dados de inflação do consumo pessoal, o PCE, referencial usado pelo Fed em suas metas de inflação.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis