TC Mover
Mover

Bolsas revertem quedas recentes em dia de PIB dos EUA; aversão ao risco alivia

Postado por: TC Mover em 30/05/2019 às 9:47

As bolsas e os futuros dos índices acionários na Europa e nos Estados Unidos operam em alta nesta quinta-feira, revertendo parcialmente as fortes quedas desta semana, na medida em que o investidor se acostuma à ideia de que os conflitos comerciais no mundo desenvolvido vão persistir por um período mais longo. O mercado também negocia com viés positivo à espera dos números do PIB americano do primeiro trimestre, hoje de manhã.

 

A menor volatilidade nos mercados europeus de ações e a menor intensidade de queda nos rendimentos dos Treasuries americanos vistas hoje sugerem que o investidor entendeu que “a guerra comercial veio para ficar, que outros países podem se envolver e que uma solução é cada vez mais remota”, de acordo com um gestor sediado em Hong Kong. Tanto os dados do PIB americano, às 09h30, junto com os pedidos iniciais por seguro-desemprego, podem trazer de volta o movimento de aversão ao risco nos mercados dos últimos três dias.

 

BOLSAS: O índice pan-europeu Stoxx 600 subia 0,37% perto das 08h00, se recuperando da sua maior queda em quatro pregões na véspera; o índice atingiu ontem o menor patamar desde março. Os futuros dos índices S&P500 e Dow Jones Industrials subiam 0,39% e 0,29%, respectivamente – com investidores apostando que o número do PIB deve puxar o balanço de riscos do Federal Reserve mais para o lado dos estímulos. O índice Xangai Composto caiu 0,31%, refletindo temores com o acirramento das tensões diplomáticas e comerciais entre os EUA e a China. O índice mais usado para medir a volatilidade de mercado, o VIX, recua 3,52%, sugerindo uma pausa momentânea no ciclo recente de maior aversão ao risco.

 

MOEDAS: O dólar americano cedia 0,05% ante pares globais após atingir o máximo patamar em seis pregões, segundo o índice DXY, à espera do PIB e pedidos de seguro-desemprego americanos.

 

JUROS: O rendimento dos Treasuries de dez anos operava estável a 2,264%, perto do menor nível em mais de 20 meses. O juro do título de dez anos está abaixo da de três meses, o que é visto pelo mercado como sinal de recessão econômica pendente.

COMMODITIES: O preço dos petróleos WTI e Brent subiam 0,66% e 0,03%, respectivamente, com o mercado cauteloso após redução nos estoques americanos. O futuro do minério de ferro caiu pela segunda sessão consecutiva em Dalian, impactando ações de mineradores na Austrália e outras regiões.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis