TC News
News

Bolsas fecham no vermelho após manufatura dos EUA decepcionar; foco em prévia do payroll, Previdência

Postado por: TC News em 01/10/2019 às 18:41

As principais bolsas ao redor do mundo fecharam no vermelho na primeira sessão de outubro após os dados de manufatura nos Estados Unidos registrarem a pior leitura em uma década e aumentarem a preocupação sobre uma desaceleração econômica. Amanhã, os EUA divulgam a pesquisa ADP de emprego privado, que funciona como uma prévia do relatório de emprego privado, conhecido como payroll, a ser divulgado na sexta-feira. O PMI de manufatura da Zona do Euro, divulgado hoje, também veio baixo, no menor nível desde 2012. No plano local, o investidor tem um pé atrás em relação à Previdência, que deve ser votada em primeiro turno no plenário ainda hoje.

 

Mais uma vez, a Nova Previdência está dando dor de cabeça ao investidor brasileiro. Apesar de o texto ter sido aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado no início da tarde desta terça, por 17 votos a nove, as notícias não eram muito favoráveis perto do início da votação no plenário. Segundo a Folha de S. Paulo, uma ala de senadores articula um adiamento do segundo turno do pleito, cobrando que o governo cumpra acordos. Até a publicação deste texto, a votação no plenário ainda não havia começado.

 

Os EUA trouxeram os dados de manufatura mais baixos desde junho de 2009. O índice, divulgado pelo instituto ISM, mostrou leitura de 47,8 em setembro, abaixo do consenso de 50,0. A prolongada guerra comercial entre chineses e norte-americanos ainda influencia. Representantes dos dois países têm uma reunião marcada para a próxima semana em Washington para discutir a disputa. De acordo com a CNBC, o sentimento em torno desse encontro é positivo.

 

Impactadas pelos dados e pela baixa liquidez pelo feriado na China e em Hong Kong, as bolsas americanas fecharam em queda. O índice Dow Jones Industrials recuou 1,28%, e o S&P500 caiu 1,23%. Prejudicado por esse movimento e com o peso das incertezas quanto à Previdência, o índice Bovespa caiu 0,66%, a 104.053 pontos, com volume de R$10,2 bilhões. O dólar subiu 0,13%, a R$4,166, também com a soma das cautelas externa e doméstica. Os vencimentos dos DIs caíram em sua maioria, exceto pelo vencimento de 2021, que operava estável.

 

Na agenda de quarta-feira, o Banco Central divulga o fluxo cambial semanal e a Fipe, o IPC mensal de setembro. No exterior, o dado mais importante é a pesquisa ADP de emprego do setor privado nos EUA. Além disso, o Reino Unido informa o PMI Markit de construção de setembro, enquanto os EUA publicam pedidos de hipoteca semanal e variação de estoques de petróleo da semana. Não esqueça que, como hoje, amanhã será feriado nacional na China e Hong Kong, onde a situação de ordem pública está se deteriorando cada vez mais.

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis