TC Mover
Mover

Bolsas desabam com tuítes de Trump e piora na disputa EUA-China; BTG Pactual cai com fase da Lava Jato

Postado por: TC Mover em 23/08/2019 às 13:34

As bolsas americanas e brasileira caíam no começo da tarde desta sexta-feira, com os mercados estressados pelo acirramento nas disputas comerciais entre Estados Unidos e China, depois que o país asiático anunciou que sobretaxará US$75 bilhões de bens comprados dos americanos. O presidente dos EUA, Donald Trump, é claro, não deixou barato e fez ataques via Twitter. Os mercados tinham reagido de forma volátil ao discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, desta manhã em Jackson Hole: ele disse que a autarquia agirá apropriadamente para sustentar a expansão da economia americana, mas sem sinalizar um ciclo de cortes à frente.

 

Após o esperado discurso de Powell, os juros da dívida despencaram nos mercados de renda fixa dos países ricos. Powell reforçou que a ação da política monetária tem limites quando confrontada por uma crescente desconfiança dos empresários ou turbulências nos mercados financeiros – neste caso, as flutuações decorrentes da incerteza no front comercial. “Em princípio, qualquer coisa que afete as perspectivas de emprego e inflação também poderia afetar a postura apropriada da política monetária, e isso poderia incluir incerteza sobre a política comercial“, disse.

 

A cereja do bolo foram os tuítes que se seguiram de Trump, atacando Powell e a China. Em um deles, Trump questionou: “Quem é nosso maior inimigo, Powell ou Xi?”, se referindo ao presidente da China, Xi Jinping. A metralhadora não parou por aí: ele disse que as companhias norte-americanas devem buscar alternativas à China. “As vastas quantias de dinheiro feitas e roubadas pela China dos Estados Unidos, ano após ano, durante décadas, irão e devem parar. Nossas grandes empresas americanas são ordenadas a começar imediatamente a procurar uma alternativa para a China”, disse. Vínhamos dizendo isso há semanas: o Twitter de Trump é uma caixa de surpresas – majoritariamente negativas para o investidor.

 

Os índices Dow Jones Industrials e S&P500 aprofundaram perdas após os tuítes e caíam 1,32% e 1,44%. O VIX, conhecido como índice do medo, disparava 15%.  O investidor procurou ativos seguros para se proteger do sentimento mais pessimista: o rendimento dos Treasuries de dez anos caía 7 pontos-base, a 1,546%, e o ouro subia 1,54%. No Brasil, o Ibovespa acompanhou o exterior e perdeu o patamar dos 99 mil pontos, caindo 1,96% perto das 12:30, com volume projetado de R$14 bilhões. O dólar futuro avançava 0,37% ante o real, a R$4,087, acompanhando o movimento da moeda no exterior. A divisa brasileira ostra o pior comportamento ante o dólar americano entre as moedas emergentes. Os contratos futuros dos juros, conhecidos como DIs, caíam em bloco – refletindo a noção de que os juros básicos vão cair, tanto no Brasil, quanto nos EUA e ao redor do mundo.

 

No mundo corporativo, a principal notícia do dia envolve o BTG Pactual: o sócio sênior André Esteves, bem como as sedes do banco em São Paulo e no Rio de Janeiro foram alvos de buscas por parte da Polícia Federal, nesta manhã, em mais uma fase da Operação Lava Jato. As units da companhia chegaram a despencar 11,5%, a pior queda na história. A força-tarefa apura crimes de corrupção envolvendo a instituição e a Petrobras na exploração do pré-sal e em projeto de desinvestimento de ativos na África, de 2013. As ações de companhias de frigoríficos estavam entre os destaques de quedas nesta sexta-feira após países europeus ameaçarem reduzir importações de proteínas do Brasil por conta das queimadas na Amazônia.

 

A maior queda é de BRF ON, de 1,9%, seguida por Marfrig, que recua 1,71%. Hoje, autoridades de ao menos quatro países – França, Alemanha, Irlanda e Finlândia – mencionaram que a União Europeia deveria recuar no acordo com o Mercosul caso o Brasil não tome medidas quanto à degradação ambiental. A B3 ON registra o maior peso no recuo do Ibovespa no início desta tarde, seguida pelos bancos. Banco do Brasil ON cai 2,03% — a venda de ações do BB pela Caixa, FI-FGTS, e excedente da União pode atingir R$8 bilhões, segundo o Valor, citando fontes. No final desta manhã, a única ação do Ibovespa que subia era Gol PN, com avanço de 0,9%.

 

Com os principais eventos desta sexta-feira já concluídos, é importante se manter atento ao noticiário internacional e aos tuítes de Trump. Os dados de fluxo na bolsa mostraram saída de mais de R$1 bilhão da B3 na quarta-feira, o que faz imperativo o investidor ficar de olho nesse indicator ao longo da semana que vem. Também fique de olho em comentários sobre a situação na Amazônia; neste final de semana, começa a cúpula do G7, na França, que deve ter o desmatamento no Brasil como um dos temas centrais. Dadas as proporções que o assunto tomou mundo afora e nas redes sociais, com forte impacto na imagem de Bolsonaro, o governo se viu obrigado a fazer uma reunião de emergência no Palácio do Planalto. Resultado? Bolsonaro montou um gabinete de crise, formado por diversos ministros, para lidar com a situação.

 

(Foto: Reprodução Twitter)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis