TC News
News

Bolsas caem aguardando emprego nos EUA, balanços

Postado por: TC Mover em 06/05/2020 às 18:51

As bolsas fecharam em queda hoje com os anúncios de retomada de atividade em vários países ofuscados por números muito ruins da economia na Europa e nos Estados Unidos por conta da pandemia de coronavírus, que já matou 258 mil pessoas e infectou 3,6 milhões pelo mundo. Pesquisa da empresa ADP mostrou que, em abril, os Estados Unidos, novo epicentro da doença, com 1,2 milhão de casos e 71 mil mortos, perderam mais de 20 milhões de empregos no setor privado, um recorde, mas que deve ter vida curta. Os números de pedidos de seguro-desemprego já superam os 30 milhões em cinco semanas e devem crescer ainda mais amanhã, com os dados da semana passada.

Na sexta-feira, os números oficiais de emprego de abril, o Payroll, do Departamento do Trabalho dos EUA, devem reforçar o quadro de forte retração de vagas, com a taxa de desemprego americana caminhando para 15%. Na Europa, os números do setor de serviços mostraram um cenário desolador, com o PMI de abril caindo para 13,6 pontos em abril, ante 29,7 em março, bem abaixo dos 50,0 que separam a retração do crescimento. A aversão ao risco só não foi maior porque os investidores encontraram alento nos sinais de redução do ritmo de casos e de reaberturas nos países desenvolvidos e na perspectiva de que, à medida que a economia despenca, mais incentivos sejam divulgados pelos governos e bancos centrais.

Hoje, a cautelosa Alemanha decidiu iniciar o processo de reabertura da economia e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou que deve anunciar planos para a retomada já na segunda-feira, apesar do forte crescimento de mortes no Reino Unido, maiores que as da Itália. Nos Estados Unidos, vários estados prosseguem com a retomada, mas com cautela. Nova Jersey prorrogou o estado de emergência até o fim de maio, apesar de permitir a abertura de parques. Na Georgia e no Texas, os restaurantes reabriram, mas em número reduzido e com poucos clientes. A Organização Mundial da Saúde, por sua vez, reforçou o alerta para o risco de segundas ondas do coronavírus em países que precipitarem as aberturas.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis