TC Mover
Mover

Bolsas caem à espera de dados e estímulos nos EUA; no radar, Bolsonaro e Guedes: Espresso

Postado por: TC Mover em 13/08/2020 às 8:19

As bolsas europeias recuavam e puxavam para baixo os futuros dos índices acionários americanos nesta quinta-feira, um dia após alguns dos principais índices-referência do mercado de renda variável nos países mais ricos anularem suas perdas do ano. O rali, no entanto, mostra alguns sinais de fadiga, e o mercado se torna mais sensível à falta de avanços significativos nas negociações entre o governo do presidente americano Donald Trump e o Congresso para a extensão dos estímulos econômicos no pós-pandemia do coronavírus. De acordo com um contribuidor nosso sediado em Washington, as conversas não devem sair do atoleiro tão facilmente agora que o pré-candidato democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden, frustrou expectativas de uma guinada ao populismo com a escolha de uma mulher como companheira de chapa. “A tensão política vai crescer. É o sinal de que a eleição está mais próxima e que Wall Street está mais preocupada com a qualidade das propostas do que com impostos menores ou coisas do tipo”, disse. A conferir.

 

Agora cedo, o dólar recuava à espera dos dados sobre pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos. O índice Stoxx Europe 600 perdia terreno, liderado por companhias produtoras de commodities e empresas do setor financeiro não bancário. Os futuros nos três principais índices americanos apontam para perdas modestas na abertura, após do S&P500 fechar a 0,20% de seu topo histórico. O ouro sobe pela primeira vez em cinco dias, enquanto os rendimentos dos Treasuries de dez anos recuavam pela primeira vez em uma semana, saindo das máximas desde o início de julho, com maior aversão ao risco. Como dissemos em várias ocasiões, os catalisadores de mais altas parecem estar escassos e os investidores somente querem ouvir da extensão dos estímulos fiscais. O Federal Reserve, por meio de um dos seus diretores, Robert Kaplan, pressionou de forma velada o governo e o Congresso para estender o seguro-desemprego como forma de blindar a economia americana. Enquanto isso, houve queda nas hospitalizações por coronavírus nos EUA, e aumento na Alemanha.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis