TC Mover
Mover

Bolsa tem novo recorde com otimismo doméstico, acordo EUA-China; na terça, ata do Copom, balanços no radar

Postado por: TC Mover em 04/11/2019 às 19:41

O otimismo local sobre a agenda da semana, com o leilão de excedentes da Cessão Onerosa e o pacote de medidas pós-Nova Previdência, levou o Ibovespa a renovar máxima histórica de fechamento. Os mercados em São Paulo também foram impulsionados pelos índices americanos e europeus nas máximas, com a expectativa sobre um acordo preliminar entre Estados Unidos e China no curto prazo. O mercado já se prepara para a divulgação da ata da reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central, amanhã de manhã. Os balanços, principalmente dos bancos também seguem no radar.

 

Na agenda doméstica dessa semana, o leilão de excedentes da Cessão Onerosa, programado para quarta-feira, deve movimentar não só as ações da Petrobras, como também o dólar, com a expectativa de entrada de fluxo estrangeiro através do certame. Apesar disso, segundo notícia da Folha de S. Paulo, um grupo de petroleiros impetrou uma ação popular na Justiça Federal de São Paulo pela suspensão do leilão, alegando lesão ao patrimônio público e falta de previsão legal para novas empresas nas áreas.

 

Com a Nova Previdência aprovada, o governo prepara as próximas reformas, como o projeto de emenda à Constituição emergencial, sobre medidas de ajuste para o caso de descumprimento de gastos, as reformas Administrativa e Tributária e o Pacto Federativo. Segundo agências, as apresentações devem ser fatiadas: o Pacto Federativo deve ser entregue nesta terça; a Administrativa na quarta; e ainda o plano de estímulo ao emprego, na quinta.

 

Neste cenário, o Ibovespa fechou em alta de 0,54%, em nova máxima histórica, a 108.779 pontos. O dólar, com a alta da divisa americana ante pares no exterior, fechou em alta de 0,55%, a R$4,018. A curva de juros fechou em direções mistas à espera da ata de amanhã, com o vencimento para janeiro próximo caindo, a 4,757%, e para 2022 subindo, aos 4,970%, com a alta do dólar, que pode pressionar a inflação e limitar o espaço para o BC cortar os juros.

 

Ainda hoje, após o fechamento do mercado, além do Itaú Unibanco, Marcopolo, Vulcabrás e Banco Pan informam resultados. Amanhã, antes da abertura, BTG Pactual e Omega Geração divulgam seus balanços por aqui. Quanto aos indicadores, ainda hoje o PMI mensal do setor de serviços da China. Amanhã, saem o índice de preços ao produtor mensal e o PMI composto e de serviços. Os Estados Unidos divulgam a balança comercial mensal de outubro.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis