TC Mover
Mover

Bolsa cai e dólar atinge máximas na expectativa de negociações EUA-China, previdência de Estados

Postado por: TC Mover em 18/11/2019 às 20:15

O Ibovespa caiu e a cotação à vista do dólar atingiu os maiores níveis da história em um dia de instabilidade acompanhando as idas e vindas nas negociações entre Estados Unidos e China. No plano local, há a expectativa da votação da previdência dos Estados e municípios, a PEC paralela da Reforma, no Senado amanhã. No exterior, as bolsas na Europa fecharam praticamente estáveis, na expectativa de dados amanhã. Nos EUA, com o S&P500 em ligeira alta que levou a novo recorde, sairão números de licenças para construção e início de obras e, no Japão, dados da balança comercial de outubro.

 

O Ibovespa terminou o dia em baixa, com parte dos investidores vendendo as ações recebidas no exercício de opções e derrubando os preços de Petrobras e bancos. Os estrangeiros foram destaque na venda, ainda acompanhando a incerteza externa e as preocupações com a América Latina. O acordo entre governo e oposição no Chile para uma reforma da Constituição acalmou os mercados, que aguardam agora os desdobramentos da turbulência na Bolívia e uma greve geral marcada para quinta-feira na Colômbia.

 

Pesou sobre o mercado brasileiro no início da tarde a notícia da CNBC de que as autoridades chinesas estão pessimistas com a conclusão da chamada fase 1 do acordo com os EUA pela dificuldade em convencer o presidente Donald Trump a adiar a entrada das tarifas contra produtos chineses. O dólar reverteu a queda da manhã e passou a subir, atingindo R$4,225 para venda no mercado futuro, maior cotação intradiária desde 27 de agosto, e fechou em R$4,218. No mercado à vista, a moeda americana fechou na maior cotação da história, a R$4,207.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis