Bolsa cai com queda de Petrobras e bancos; dólar sobe  - TradersClub
TC News
News

Bolsa cai com queda de Petrobras e bancos; dólar sobe 

Postado por: TC News em 11/02/2019 às 14:02

A bolsa brasileira recua na contramão dos índices internacionais, com as ações de bancos e Petrobras pesando sobre o Ibovespa. O dólar opera com ligeira alta, assim como os contratos de juros futuros, na expectativa por notícias da reforma da Previdência e da nova rodada de conversas comerciais entre os Estados Unidos e a China.

 

No exterior, os índices americanos e as bolsas europeias avançam sob esperanças com a rodada de negociações: a delegação norte-americana viajou no fim de semana para Pequim. O representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, se reunirão com o vice premiê chinês, Liu He, na quinta e sexta-feira.

 

Por volta de 12h40, o índice Bovespa perdia 0,66% a 94.720 pontos. As ações da Petrobras operavam em baixa de 1,4%, acompanhando a descida dos preços do petróleo em reflexo do aumento da operação de sondas petrolíferas em um cenário de incertezas sobre a demanda. No mesmo sentido, Itaú Unibanco, Banco do Brasil e Bradesco recuavam 0,5%, 0,9% e 0,3%, respectivamente – indicando cautela com a reforma da Previdência.

 

Já os papéis da Vale despencavam 2%, a R$42,38 nesse mesmo horário. Como esperado, a cotação do minério de ferro com 62% de pureza negociado no mercado à vista chinês de Qingdao voltou do feriado de Ano Novo com alta forte de 5,90% nesta segunda-feira, cotado a US$90,58. O futuro contínuo negociado em Dalian subiu quase 8%.

 

No câmbio, o dólar futuro tinha valorização de 0,13% a R$3,740 na B3, em linha com a elevação da moeda americana ante suas pares no exterior. O Ministério da Economia confirmou reunião entre os ministros da Economia e da Casa Civil, Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni, às 17h30, nesta segunda-feira. O mercado monitora a agenda de reformas do governo, principalmente a da Previdência.

 

A alta do dólar também repercutia nos juros futuros, com o contrato para janeiro 2020 em ligeiro avanço de 1 ponto-base para 6,515%. “O tom mais duro do comunicado do comitê de política monetária do Banco Central, na semana passada, os ruídos em torno da reforma da Previdência e a volta da volatilidade no exterior levaram os investidores a adicionar prêmio em todos os vértices da curva futura brasileira”, diz Jerson Sanlorenzi, chefe da mesa de ações do BTG Pactual Digital, em nota a clientes.

 

(Foto: sede da Petrobras, no Rio de Janeiro/Agência Brasil).

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis