TC Mover
Mover

Bolsa cai após recorde com foco em Previdência e Itaú

Postado por: TC Mover em 05/02/2019 às 12:48

A bolsa recuava com investidores digerindo resultados do Itaú abaixo do consenso e calibrando apostas para a reforma da Previdência depois que o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, minimizou a minuta vazada ontem que sugeria uma proposta rigorosa de ajuste fiscal. O dólar tem leve alta frente ao real, e os juros futuros apontam para cima.

 

Lorenzoni declarou hoje em entrevista que a reforma será “muito diferente” das informações obtidas pela Broadcast, que mostravam uma versão mais ampla e reformista que a proposta de Michel Temer, prevendo idade mínima de 65 anos para homens e mulheres – tópico que Jair Bolsonaro é contra, segundo o vice-presidente Hamilton Mourão.

Analistas veem essa reação do governo como um prenúncio de prováveis desencontros que tendem a marcar o desenrolar do debate político da reforma, que deverá ser apresentada ao Congresso ainda neste mês. Entre a reforma dos sonhos do mercado e o texto a ser aprovado nas Casas, a perspectiva é de volatilidade nos preços dos ativos.

No exterior, os índices americanos e as bolsas europeias avançavam graças a mais uma rodada positiva de resultados, embora com certa dose de cautela antes do pronunciamento de Donald Trump, previsto para meia-noite, no qual o presidente dos EUA pode dar sinalizações sobre o acordo provisório para o aumento do teto da dívida do governo.

Por volta de 12h25, o índice Bovespa se desvalorizava em 0,25% a 98.346 pontos depois de fechar na máxima histórica de 98.588 pontos na segunda-feira. A cautela externa e os receios quanto às reformas por aqui ajudavam a elevar o dólar futuro em 0,23% a R$3,682 na B3. No mesmo sentido, os juros futuros ganhavam prêmios de risco, com ligeiras elevações.

Ainda no Ibovespa, as ações do Itaú Unibanco puxavam a fila das perdas, caindo 2,75% a R$38,60 – o papel atingiu máxima histórica na véspera. O banco anunciou que seu lucro líquido recorrente no quarto trimestre foi de R$6,48 bilhões, levemente acima do ganho registrado no trimestre imediatamente anterior e abaixo do consenso de R$6,65 bilhões. Já o retorno recorrente sobre o patrimônio líquido atingiu 21,8%, levemente abaixo das expectativas.

(Foto: Itaú Unibanco/Divulgação)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis