TC Mover
Mover

Bolsa cai após feriado, apesar da alta de Vale; dólar supera R$3,80

Postado por: TC Mover em 06/03/2019 às 14:03

A bolsa recua na volta do feriado prolongado de Carnaval, seguindo a cena externa, em meio a ajustes após permanecer fechada nos últimos dois dias, pressionada por ações ligadas ao consumo interno, apesar das valorizações de blue chips, como Vale e CSN.

 

Investidores em todo o mundo aguardam um possível desfecho iminente das negociações comerciais entre Estados Unidos e China, enquanto digerem dado mais fraco que o previsto de geração de vagas de emprego nos EUA e o anúncio de novas medidas de estímulo do governo chinês. Os índices Dow Jones e S&P500 caíam cerca de 0,50% no início desta tarde.

 

A falta de novidades a respeito da articulação política para a reforma da Previdência em semana pós-Carnaval deve amenizar qualquer impulso comprador na bolsa brasileira, avaliam analistas, que reduziram a projeção para o crescimento do PIB brasileiro neste ano de 2,48% para 2,30%, de acordo com as estimativas publicadas no Relatório Focus, do Banco Central.

 

Em paralelo, o presidente Jair Bolsonaro fez comentário em seu perfil no Twitter relacionando obscenidade e Carnaval em vídeo polêmico, que vem despertando reações diversas nas redes sociais. “Eu diria que o ano político e econômico começa de fato hoje. Ficarei longe das polêmicas do presidente e de seu entorno em tudo que não diz respeito a economia. Assim, não comentarei fatos, sejam eles quais forem, que não tenham impacto direto na agenda econômica”, diz Dan Kawa, sócio e diretor de investimentos da TAG Investimentos.

 

Neste contexto, por volta de 13h50, o índice Bovespa exibia queda de 0,37% a 94.257 pontos. Já o dólar futuro acompanhava o movimento da moeda americana no exterior e avançava 0,73% frente ao real a R$3,809 na B3, com os juros futuros também subindo os prêmios de risco em bloco – o contrato para janeiro 2020 subia 2 pontos-base para 6,48%.

 

Na bolsa, em destaque na ponta positiva, as ações da Vale subiam 1,58% após o afastamento temporário do CEO Fabio Schvartsman – Eduardo Bartolomeo assumiu o posto – e mais três diretores operacionais. A equipe da XP Investimentos vê os riscos sobre a mineradora a partir dos desdobramentos da tragédia em Brumadinho sendo mitigados, interpretando a troca de comando como um aceno para um acordo junto ao Ministério Público, órgãos estaduais, federais, assim como ambientais.

 

Na mesma tendência positiva, os papéis da CSN disparavam 5,27%, após a siderúrgica contratar o Citi para encontrar um comprador a um volume de US$1 bilhão de minério de ferro, o que é bem recebido pelo mercado, atento à estratégia de desalavancagem da companhia.

 

Por outro lado, papéis ligados à economia doméstica, como Magazine Luiza, GPA, CVC, Natura, se concentravam na ponta negativa após a piora nas perspectivas para a atividade revelada pelo Focus, apenas ratificando outras projeções recentes.

 

(Foto: Dólar/USP Imagens)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis