TC Mover
Mover

Bolsa à espera dos 100 mil pontos em semana de Copom, Fed, Bolsonaro nos EUA e reforma

Postado por: TC Mover em 18/03/2019 às 8:50

Essa semana, especialmente a quarta-feira, será crucial para medir o sentimento do mercado para o segundo trimestre e para saber se o Ibovespa ultrapassará, finalmente, a simbólica barreira dos 100 mil pontos. Com o presidente Jair Bolsonaro nos Estados Unidos em visita oficial e a equipe econômica ainda analisando a proposta de mudança das aposentadorias dos militares, as decisões de taxas de juros no Brasil e nos Estados Unidos, ambas no dia 20 de março, podem trazer boas notícias ou mais volatilidade.

 

Só 0,9% separam o índice Bovespa da marca histórica. Há, por um lado, a impressão de que o mercado global está no modo “tomar risco” – o que facilitaria o objetivo. Por outro, tanto o andamento do fluxo como o noticiário referente à reforma da Previdência devem pautar os movimentos do mercado – não só de renda variável, mas também da renda fixa e do câmbio.

 

Em relação à visita oficial de Bolsonaro, além da esperada coletiva de imprensa com o colega americano Donald Trump amanhã, deve haver algum anúncio importante sobre comércio e alinhamento político. Mas nem tudo deve ser necessariamente positivo: o imprevisível Trump pode alfinetar o Brasil por conta dos benefícios comerciais que ainda recebe, além da nossa proximidade com a China. Já em relação à aposentadoria dos militares, Bolsonaro usou as redes sociais para informar que ainda nem viu o texto, que, na Câmara, é aguardado para dar início à tramitação da reforma. O mercado pode reagir hoje à notícia de que a votação do relatório deve ser adiada em uma semana, para o dia 3 de abril.

 

Hoje, o relatório Focus de todas as semanas trouxe ajustes no crescimento do PIB para esse ano, de 2,28% para 2,01%, e na taxa Selic para 2020, de 8% para 7,75%. Também teremos vencimento de opções sobre ações na B3. O evento, como sabemos, geralmente age como um depressor dos preços das ações. Há múltiplos eventos envolvendo Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, em Washington, D.C., onde acontece a visita oficial

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 


Mercado hoje, segundo Contribuidores TC


As bolsas europeias e os futuros dos índices americanos operavam em alta nesta segunda-feira, em sintonia com as commodities, com a expectativa de que o comitê de política monetária do Federal Reserve decida manter, ou até cortar, a taxa básica de juros do país nesta semana, por conta de desaceleração econômica em curso. O rendimento dos títulos da dívida americana de dez anos operava em queda, no menor patamar em mais de um mês.

 

Na Europa, a espera pela reunião de quarta-feira mantém os índices operando em território positivo, também impulsionado pela expectativa com a balança comercial da Zona do Euro. Ainda no continente europeu, a libra esterlina caía em relação ao dólar americano com apreensões sobre as novas etapas para a negociação de um possível acordo para o Brexit após este ser rejeitado duas vezes pelo Parlamento britânico.

 

Na Ásia, as bolsas dispararam com otimismo envolvendo o encontro de política monetária dos EUA e com a notícia publicada na última sexta-feira pela agência chinesa Xinhua de que as tratativas comerciais entre ambos os países estariam avançando para a reta final. Um encontro entre os presidentes Donald Trump e Xi Jinping está previsto para acontecer no final de abril, confirmaram membros da equipe americana no final da última semana.

 

Principais notícias corporativas


Vale: A Vale informou que decisão judicial de ação movida pelo Ministério Público de Minas Gerais determina a suspensão de atividades na barragem Doutor e da Mina de Timbopeba, em Ouro Preto, sob pena de multa diária de R$500 mil. Essa interrupção, segundo a mineradora, representa um impacto de 12,8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. A Vale diz que atendeu a determinação e irá adotar as medidas cabíveis.

 

Banco do Brasil: O Banco do Brasil anunciou que o Ministério da Economia indicou Luiz Fernando Figueiredo, ex-diretor do Banco Central e atual sócio da Mauá Capital, para o cargo de conselheiro do banco.

 

Tenda: O conselho de administração da Tenda aprovou a emissão de R$150 milhões em debêntures, com esforços restritos de colocação.

 

Dommo Energia: A Dommo Energia divulgou que a produção de óleo do Campo de Tubarão Martelo totalizou 166.465 barris em fevereiro, ante 184.919 barris em janeiro.

 

Cielo: A Cielo comunicou que seu conselho de administração elegeu Gustavo Souza como novo vice-presidente Executivo de Finanças e diretor de Relações com Investidores, em substituição a Clovis Junior.

 

Alupar: A Alupar informou que sua subsidiária Transmissora Serra da Mantiqueira recebeu do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Ibama, licença prévia para a linha de transmissão Fernão Dias, Terminal Rio.

 

Sabesp: A Sabesp comunicou que a Câmara Municipal de São Bernardo do Campo aprovou Lei que autoriza a cidade a contratar serviços com o Estado de São Paulo e a companhia.

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 IPC-S – FGV

08h25 Relatório Focus – Banco Central

08h30 IBC-Br (janeiro) – Banco Central

 

Indicadores internacionais

01h30 Japão – Produção industrial mensal (janeiro)

01h30 Japão – Utilização da capacidade instalada mensal (janeiro)

07h00 UE – Balança comercial (janeiro)

 

Resultados trimestrais

DF Qualicorp

DF QGEP

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis