TC Mover
Mover

B3 descola de Nova Iorque e bolsa cai, dólar sobe; contas externas frustram, ameaça de greve retorna

Postado por: TC Mover em 25/11/2019 às 20:22

O dólar bateu novos recordes hoje em meio à piora dos indicadores de contas externas do Brasil. A moeda norte-americana fechou em máxima histórica no mercado à vista e influenciou negativamente juros e bolsa. O Ibovespa passou o dia em ligeira queda, na expectativa também do ajuste do peso das ações brasileiras no índice internacional MSCI amanhã. As movimentações de sindicatos para uma tentativa de greve entre caminhoneiros também preocupa. No exterior, informações sobre avanços nas negociações entre Estados Unidos e China animaram os investidores.

 

O Ibovespa descolou-se do mercado internacional e terminou o dia em queda de 0,25%, aos 108.423 pontos, refletindo a piora das contas externas brasileiras, a alta do dólar, que pode limitar o corte dos juros, e a expectativa do ajuste do mercado ao índice MSCI Mercados Emergentes. Informações no fim de semana que indicam que a tributação de dividendos deve ser uma das medidas do governo para compensar cortes de impostos também preocupam os investidores. O mercado sentiu ainda o crescente temor quanto a uma possível ação combinada de sindicatos e caminhoneiros com a ameaça de greve.

 

A agenda doméstica de terça-feira traz dados da dívida pública de outubro, divulgados pelo Tesouro às 10h30. Líderes partidários e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, se encontram com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, para tratar do assunto. Ainda hoje, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, discursa em um evento nos Estados Unidos às 21h00, em semana mais calma e de baixa liquidez nos mercados americanos devido ao feriado na quinta-feira. Amanhã, o Japão informa, à noite, o lucro industrial anual.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis