TC Mover
Mover

Após reunião Bolsonaro-Maia, mercado foca em reforma, conversas EUA-China

Postado por: TC Mover em 29/04/2019 às 8:38

No fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se reuniram duas vezes, uma no sábado e a outra no domingo, para tratar de temas variados – sendo a tramitação da reforma da Previdência o assunto central. Os sinais foram mais positivos, especialmente vindos de Bolsonaro, que elogiou o parlamentar e tentou diminuir os ruídos sobre a relação entre os dois. Assim, em uma semana truncada pelo feriado de 1º de Maio, na quarta-feira, com manifestantes de sindicatos nas ruas e sem maior atividade relevante no Parlamento, o investidor espera que Maia ajude a acelerar amanhã a definição do calendário de tramitação da reforma na comissão especial da Câmara. Sem contratempos e ruídos, a pauta deve chegar ao plenário da Casa no final de julho.

 

A disputa comercial entre os Estados Unidos e a China volta ao radar com mais um capítulo esta semana: a visita da delegação americana a Pequim para discutir os pontos mais álgidos da discussão, desde propriedade intelectual e uso do iuan como ferramenta de competitividade até regras mais flexíveis para investimentos diretos nas duas nações. No mercado, o otimismo quanto a um acordo é menos intenso do que era dois meses atrás e as bolsas e os ativos de risco devem reagir timidamente até surgir um sinal de acordo mais sólido das conversas. No final da tarde do feriado de quarta, o Federal Reserve anuncia sua decisão de juros e, na sexta-feira, os EUA publicam os dados do mercado de emprego privado do mês de abril – que devem trazer um pouco mais de volatilidade ao ambiente externo.

 

Fique de olho hoje na agenda cheia de teleconferências e divulgações de resultados tanto no Brasil como mundo afora: hoje, depois do fechamento, teremos balanços da CCR e Multiplan, entre outras, assim como a precificação da oferta pública inicial de ações da Vamos, braço de aluguel de caminhões da JSL. Os mercados no Japão devem ficar fechados pelos próximos dez dias, com a abdicação do Imperador Akihito e a ascensão do herdeiro Naruhito ao trono. Hoje Bolsonaro deve visitar uma feira agrícola em Ribeirão Preto – onde ele pode dar sinais ainda mais construtivos quanto à reforma e à articulação política com o Congresso. A conferir.

 

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

As bolsas na Europa e na Ásia e os futuros dos índices americanos operavam em clima misto nesta segunda-feira, com leve queda na aversão ao risco, à espera de dados de produção industrial da China, de emprego nos Estados Unidos e da reunião de política monetária do Federal Reserve.

 

Bolsa: As bolsas asiáticas fecharam sem direção única, com a China recuando 0,77% e a Coreia do Sul avançando 0,22%, à espera dados de abril da indústria chinesa, a serem divulgados hoje à noite, pelo horário de Brasília. A semana será de baixa liquidez na região por conta de feriado de dez dias no Japão. Na Europa, as bolsas recuavam em bloco, seguindo notícias corporativas como a briga entre a diretoria e acionistas majoritários da alemã Bayer e a vitória do partido socialista nas eleições da Espanha. Nos EUA, os futuros dos índices operavam de lado, com leve tendência positiva, à espera da reunião do Fed, na quarta-feira, e de novos resultados corporativos.

Principais notícias corporativas

 

Construtoras: Setor privado joga a toalha e aguarda definição do Minha Casa Minha Vida (Folha)

 

Vale: Acionistas da Vale querem reduzir controle da empresa em eleição do conselho (Folha)

 

Caixa: Presidente da Caixa faz plano B para Tesouro caso não consiga vender ativos (Folha)

 

Farmácias: Saída de fábricas do Brasil preocupa setor farmacêutico (Folha)

 

Finanças: Fintechs devem ajudar a reduzir juros no Brasil (Estado)

 

Estatais: Lucro das grandes estatais cresce 132%, para R$ 74 bi (Valor)

 

Bancos: Investidores disputam debêntures com bancos (Valor)

 

Banco do Brasil: Após interferência no BB, Bolsonaro não sinaliza recuo (Valor)

 

Incorporadoras: Incorporadoras mostram forte alta em lançamentos e vendas (Valor)

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 IGP-M mensal (abril) – FGV; consenso 1,27%

08h00 Custos da construção (abril) – FGV

08h25 Relatório Focus – Banco Central

10h00 Resultado Primário do Governo Central  (março) – Min. Economia

10h30 Relatório de crédito (março) – Banco Central

 

Indicadores internacionais

06h00 UE – Confiança de empresas e consumidores (abril); consenso 105

06h00 UE – Confiança do consumidor (abril); consenso -7,9

06h00 UE – Expectativas de inflação ao consumidor (abril)

06h00 UE – Clima de negócios (abril); consenso 0,49

06h00 UE – Confiança nos serviços (abril); consenso 11,1

06h00 UE – Confiança industrial (abril); consenso -2

09h30 EUA – PCE Deflator mensal (1T)

09h30 EUA – PCE Deflator anual (1T)

09h30 EUA – Renda pessoal mensal (março); consenso 0,40%

09h30 EUA – Gastos pessoais mensal (março); consenso 0,70%

09h30 EUA – Núcleo do índice de preços PCE mensal (março); consenso 0,10%

09h30 EUA – Núcleo do índice de preços PCE anual (março); consenso 1,70%

20h00 Reino Unido – Confiança do consumidor (abril); consenso -12

22h00 China – PMI industrial (abril); consenso 50,5

22h00 China – PMI não-manufatura (abril)

22h45 China – PMI Industrial (abril) – Caixin; consenso 51

 

Resultados corporativos

DF CCR; consenso R$330 mi

DF Cteep; consenso R$280 mi

DF Ecorodovias

DF Movida; consenso R$45 mi

DF Multiplan; consenso R$105 mi

DF RD; consenso R$110 mi

 

Teleconferência de resultados

10h30 Paranapanema

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis