TC Mover
Mover

Apesar do socorro, bolsas têm a pior semana desde 2008 e aguardam mais incentivos do FOMC e do Copom

Postado por: TC Mover em 13/03/2020 às 18:39

Os mercados encerraram uma das piores semanas da história com um toque de otimismo, com os principais índices acionários em alta na esteira das promessas de incentivos monetários e fiscais dos bancos centrais e dos governos de diversos países para combater os efeitos do coronavírus, considerado oficialmente uma pandemia global. O pânico dos investidores, que levou as bolsas americanas à maior queda diária desde o crash de 1987 na quinta-feira, porém, deve continuar provocando fortes oscilações a cada nova notícia de crescimento da epidemia, que avança agora nos países desenvolvidos, com a Europa substituindo a China como epicentro da doença e os Estados Unidos declarando emergência nacional.

 

No Brasil, o Ministério da Economia e o Banco Central prometem ações de curto prazo para amenizar os impactos da crise externa e da propagação inevitável da doença no país, com incentivos a empresas aéreas e o uso dos bancos federais para ampliar o crédito. As reuniões de políticas monetárias no Brasil e nos EUA, ambas terminando na quarta-feira, também devem concentrar as atenções dos investidores. A semana trará ainda mais dados econômicos da China, já no domingo com produção industrial, dados do varejo e de desemprego, e da Europa, que vão dar uma visão mais detalhada da desaceleração causada pelas medidas para conter a doença.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis