TC Mover
Mover

Apesar de acordo Brexit, riscos persistem; cúpula Guedes-Maia-Alcolumbre, Petrobras, BB e PIB da China são destaques

Postado por: TC Mover em 17/10/2019 às 9:18

O Reino Unido e a União Europeia anunciaram hoje o esboço de acordo sobre o Brexit, horas antes de uma cúpula crucial de nações europeias e a menos de duas semanas do prazo para a saída organizada do país do bloco. As discussões para elaborar o esboço definitivo do acordo – que agora será apresentado aos líderes da UE em cúpula na quinta e sexta-feira e depois Parlamento britânico durante o fim de semana – foram concluídos na madrugada de hoje. O Parlamento europeu também terá que ratificar o acordo em uma data ainda não especificada. A notícia puxa a libra esterlina e os ativos de risco. Com o dólar em queda na B3, o investidor monitora os leilões de moeda estrangeira à vista e a rolagem de swap cambial do Banco Central. Hoje o ministro da Economia Paulo Guedes se reúne com os presidentes da Câmara e do Senado para discutir a pauta pós-Previdência.

 

O plenário do Supremo Tribunal Federal inicia hoje um dos julgamentos mais esperados desde a redemocratização: aquele que dará, certamente, uma solução definitiva à polêmica sobre a prisão de condenados em segunda instância e que impacta diretamente condenados por corrupção política, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desde 2016, a jurisprudência do STF autoriza a execução provisória da pena, antes de esgotados os recursos nos tribunais superiores. Uma mudança hoje, ou nos próximos dias, se o julgamento se estender, pode beneficiar quase 5 mil réus que tiveram a prisão decretada após condenação em segundo grau. O Supremo vai julgar o mérito de três ações não atreladas a um determinado réu. Apesar disso, todo mundo vai ficar de olho no impacto que terá sobre a situação de Lula.

 

Hoje o mercado deve acompanhar os desdobramentos da disputa comercial EUA-China e, especialmente, do Brexit. Na agenda econômica, as vendas no varejo de setembro do Reino Unido bateram o consenso. Nos EUA, o mercado de trabalho estará em foco com os dados de pedidos iniciais de seguro-desemprego da semana passada. Esses dados sempre têm algum impacto no pregão. O Federal Reserve da Filadélfia divulga seu índice de atividade industrial de outubro. Será conhecida também a produção industrial americana de setembro. À noite, no Japão, saem a inflação ao consumidor e a balança comercial de setembro. Na China, dados do PIB do terceiro trimestre, os investimentos em ativos fixos, a produção industrial, as vendas no varejo e a taxa de desemprego, todos de setembro, devem dar pistas sobre o estado da segunda maior economia do mundo.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis