TC Mover
Mover

Agenda do investidor: Alta na bolsa, juros, IPC, varejo americano

Postado por: TC Mover em 15/09/2020 às 21:55

O Ibovespa fechou com leve alta de 0,02% hoje, acumulando 100.297 pontos. Em meio à nova tensão entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes, a melhora no mercado internacional pode ter ajudado o índice a não fechar no vermelho.

Nos Estados Unidos, o Nasdaq, cuja maior parte da carteira é de empresas tecnológicas, aumentou 1,21%. O S&P500 e o Dow Jones tiveram alta mais tímida, 0,52% e 0,01%, respectivamente. Mais cedo, o Euro Stoxx600, que reúne as principais ações europeias, também registrou alta, 0,66%.

Agenda do Investidor

A Agenda do Investidor desta quarta-feira vai focar na política monetária. Além do Brasil, os Estados Unidos e o Japão também decidirão a taxa de juros da economia do país. Também saem IGP-10, IPC do Reino Unido, balança comercial da União Europeia e vendas do varejo americano. Confira.

Taxa de juros – A reunião do Comitê de Política Monetária, Copom, termina nesta quarta-feira com a definição da taxa básica de juros, a Selic, que influencia a atividade, o consumo da população, os mercados e a inflação. O Federal Reserve, o Banco Central americano, e o Banco Central do Japão também definem os juros de seus respectivos países.

Preços ao consumidor – A agenda também conta com o Índice de Preços ao Consumidor, IPC, do Reino Unido. Com a economia fria e a negociação do Brexit afundando, o Reino Unido pode zerar o IPC de agosto na comparação anual e registrar 0,6% em relação a julho. Quanto ao Núcleo do IPC, que exclui alimentos e energia, de agosto, pode cair 0,9% comparado ao mês anterior.

Comércio – Já na Zona do Euro, sai a balança comercial de julho. No sexto mês do ano, o comércio europeu trouxe um superávit de 21,2 bilhões de euros.
Índices brasileiros – Sai pela manhã o IPC-S, que mostra a variação semanal dos preços de produtos consumidos por famílias com renda de 1 a 33 salários mínimos. Na primeira quadrissemana, ele teve alta de 0,48%. A FGV divulga o Índice Geral de Preços 10, IGP-10, de setembro, que deve subir 3,73%, conforme a Consultoria LCA.

Varejo desacelerado – Os Estados Unidos vão ter os dados sobre o varejo amanhã. As vendas em agosto devem crescer 0,9%, desacelerado em relação a julho, que registrou 1,90%. Além disso, também está no radar estará o índice do mercado imobiliário residencial americano NAHB de setembro, que deve manter os 78 registrados em agosto.

B3 – Vence amanhã o mercado de opções sobre Índice Bovespa, que pode mexer um pouco com os negócios na bolsa, aumentando o volume negociado. O impacto, porém, costuma ser maior nos meses pares, quando o vencimento de opções coincide com o do mercado futuro de Ibovespa.

Fluxo cambial – Sai amanhã o fluxo cambial brasileiro semanal. Na semana anterior o saldo foi negativo em US$581 bilhões. O fluxo pode influenciar as cotações do dólar.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis