TC Mover
Mover

Safra recomenda compra em Itaú, Itaúsa e Banrisul após quedas; crédito, custo de capital são destaques do setor

Postado por: TC Mover em 21/05/2019 às 13:10

O maior crescimento no volume de crédito, a queda na inadimplência, a maior eficiência de custos e menores despesas com impostos devem impulsionar os resultados dos bancos brasileiros nos próximos meses, de acordo com analistas da Safra Corretora, que elevaram a recomendação de Itaú Unibanco, Itaúsa e Banrisul após recentes quedas nos preços dos seus papéis.

 

Em relatório distribuído hoje, a equipe de analistas liderada por Luiz Fernando Azevedo elevou a recomendação dos papéis PN do Itaú Unibanco e da Itaúsa, assim como do Banrisul PNB, de neutra para outperform, citando o desempenho pífio dos papéis nas semanas recentes. Considerando o menor custo de capital, com a taxa básica de juros Selic na mínima histórica corroborando essa conjuntura, e o aumento gradativo da demanda por crédito, os analistas elevaram os preços-alvos desses papéis, assim como os do Bradesco PN, da unit do Santander Brasil e do Banco do Brasil ON.

 

Para Azevedo e sua equipe, Banco do Brasil ON permanece como a ação preferida no setor, refletindo o espaço para quedas mais pronunciadas nas provisões para perdas de crédito e uma menor alíquota do imposto de renda, que pode elevar o lucro líquido. O preço-alvo foi elevado para R$63,50 e o ROE deve atingir 17% – principalmente pela redução no custo de capital.

 

No caso do Itaú, que teve seu preço-alvo elevado de R$38,50 para R$40,00, o cenário para crescimento da carteira de crédito e o foco em corte de despesas deve mantê-lo como o banco mais rentável do Brasil e compensar a queda esperada nas receitas de serviços. No caso da Itaúsa, o alvo passou de R$14,00 para R$14,50, por ser o veículo de investimento mais barato para ganhar exposição ao Itaú. Itaúsa é uma holding que concentra as participações de três das famílias que fundaram o banco. No caso do Banrisul, a perspectiva de aumento no retorno sobre o patrimônio líquido, ou ROE, levou Azevedo a elevar o alvo de R$25,00 para R$32,00.

 

Itaú, que recuou 1,8% no mês, registrava alta de 2,6% às 12h50. Itaúsa subia 1,8%, enquanto Banrisul avançava 2,34%. O Ibovespa subia 1,8% no mesmo horário.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis