TC Mover
Mover

Safra recomenda compra da Petrobras, citando múltiplos atrativos e lucratividade em alta

Postado por: TC Mover em 21/05/2019 às 9:33

A Safra Corretora iniciou a cobertura das ações ON e PN da Petrobras negociadas na B3, assim como dos recibos de ações, ou ADRs, negociados na Bolsa de Nova Iorque, com recomendação equivalente a compra, citando múltiplos atrativos, perspectivas positivas de crescimento na produção, no fluxo de caixa livre e no lucro operacional e um plano convincente de desinvestimentos e foco de negócio em segmentos mais rentáveis.

 

Em relatório divulgado nesta terça-feira, a equipe de analistas comandada por Kaique Vasconcellos, estabeleceu preços-alvos de US$18,1 para o ADR ordinário, negociado com o símbolo “PBR”, e de US$17,2 para o ADR preferencial. Para o papel ON em reais, o alvo foi fixado em R$33,4 e para o papel PN, o mais líquido na B3, de R$31,8 cada.

 

O relatório reflete a visão, cada vez mais imperante entre os analistas, de que a Petrobras está sendo penalizada em semanas recentes mais pela incerteza derivada da situação política no Brasil, em especial à tramitação da reforma da Previdência, do que por uma questão operacional ou intrínseca à companhia. A equipe cita como riscos da tese de investimento o fato de a Petrobras ser uma empresa estatal cuja privatização não é iminente.

 

A discussão no governo em relação à política de preços da companhia também oferece riscos, assim como o impacto de eventos como uma possível greve dos transportes – como a que houve exatamente há um ano – são preocupações que não estão refletidas nos preços-alvo do Safra, disseram os analistas.

 

Segundo Vasconcellos, comparando os múltiplos – ou o valor relativo – das ações da Petrobras em relação a outras concorrentes globais, o papel ON da estatal brasileira negocia a um desconto de 11% ante média histórica da avaliação combinada da BP, Royal Dutch Shell, Total, ExxonMobil e Chevron. “Acreditamos que essa brecha deve fechar após a melhoria das operações da empresa, uma gestão pró-mercado e menor risco-país no Brasil,” disse Vaconcellos.

 

O múltiplo EV/EBITDA está 8% abaixo da média histórica de 5,0 vezes para a Petrobras. O indicador mede os anos de geração de lucro operacional que seriam necessários parta comprar o negócio, excluindo o caixa existente e outros elementos. De acordo com os analistas, o plano estratégico da Petrobras “é um bom sinal de que a companhia irá focar suas operações em seus principais vetores geradores de valor”, com foco em vendas de ativos não essenciais que devem ajudar a reduzir o endividamento e melhorar a eficiência de custos.

 

Ao concentrar os esforços no negócio de exploração e produção de petróleo e priorizar a exploração em águas profundas, a produção pode crescer até 10% em 2019 e em uma média de 5% ao ano entre 2020 e 2023.

 

No ano, as ações ON e PN da Petrobras acumulam altas de 10,5% e 12,6%, respectivamente, apesar de terem caído mais de 6% e 5% no último mês por conta de temores sobre a aprovação da reforma da Previdência no Congresso. Os papéis são vistos como veículos de captura desse cenário de aprovação da iniciativa, disseram traders e contribuidores TC.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis