TC Mover
Mover

Round up corporativo de 16 de outubro

Postado por: TC Mover em 16/10/2019 às 18:26

Bradesco PN e Itaú PN tiveram as maiores altas em peso do índice, de 2,39% e 1,43%, respectivamente. Seguidos por Petrobras, que teve alta de 1,40% da ação ON e 1,20% da PN após aprovação da Cessão Onerosa no Senado na noite de ontem.

 

Terminou hoje o prazo de reserva para a oferta subsequente do Banco do Brasil e, pelo que ouvimos de fontes, a demanda pelo papel disparou desde ontem. De acordo com uma das fontes, a demanda chega a três vezes o valor oferecido pelo banco e o Fundo de Investimentos do FGTS, de R$5,7 bilhões, a um preço perto dos R$44 por ação. O ponto agora, disseram, é reduzir ao máximo o desconto– ou seja, que o preço fixado amanhã esteja o mais próximo possível do preço de tela. Será que consegue puxar até os R$44? Segundo uma das fontes, é possível sim. Os analistas têm viés positivo para o papel: de dez corretoras que o TC segue, sete recomendam a compra do papel e as três restantes, manutenção. O preço-alvo médio está por volta dos R$60,00, implicando retorno potencial de 33% sobre o preço de tela hoje, de R$45,00. A oferta precifica amanhã.

 

As ações ON e PNB da Eletrobras subiram 4,33% e 4,01%, respectivamente, após o presidente da companhia, Wilson Ferreira Jr., dizer, em teleconferência, que a proposta de aumento de capital de até R$10 bilhões prepara a companhia de forma definitiva para a privatização. O projeto de lei que trata da venda da companhia será enviado neste mês. Entre as quedas, Vale ON e CSN ON recuaram 2,32% e 3,01%, respectivamente, com o tombo do minério na China.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis