TC Mover
Mover

Morgan Stanley vê queda em preços da educação e ações caem; YDUQS parece a menos exposta

Postado por: TC Mover em 28/08/2019 às 11:33

Os papéis das companhias do setor educacional despencaram nesta manhã depois que um relatório do Morgan Stanley relatou um ambiente de pressão baixista sobre os preços de mensalidades e cursos, sem uma perspectiva de recuperação antes de dezembro do ano que vem.

 

Uma pesquisa feita pelo banco com mais de 315 companhias em 29 cidades mostrou que há descontos recordes nas mensalidades das modalidades presenciais, embora haja um possível ponto de inflexão no ensino a distância. De toda forma, os descontos seguem crescendo na comparação interanual, e fazem as mensalidades caírem 8% e 24% nos ensinos presencial e a distância, respectivamente, disse o Morgan Stanley.

 

“O segundo semestre promete ser fraco, conforme esperado. Nossa pesquisa sugere um ambiente cada vez mais competitivo, à medida em que os descontos crescem ano a ano. Companhias listadas continuam sendo mais agressivas e a queda das mensalidades pode ficar entre 1% e 5% no terceiro trimestre deste ano ante o ano passado”, dizem os analistas. O texto ainda destaca que a YDUQS é a mais agressiva em termos de descontos. No entanto, os cursos da área de saúde têm descontos menores, o que pode representar menos pressão sobre os preços da empresa no geral. A companhia é a preferida do setor pelo Morgan Stanley. Já a Ser Educacional é a que mais aposta no ensino a distância, e deve ganhar participação de mercado no segmento via preços menores.

 

Os destaques negativos são Ânima, com nível recorde de desconto nas mensalidades, e Kroton Educacional, a maior da indústria, com a pressão sobre seus preços. Às 11h10 os papéis da YDUQS caíam 0,73%; Ser Educacional caía 5.01%; Kroton caía 3,07% e Ânima avançava 0,95%.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis