TC Mover
Mover

Magazine Luiza e B2W têm pior queda em nove semanas com planos da Amazon

Postado por: TC Mover em 21/01/2019 às 13:57

As ações das varejistas de eletroeletrônicos despencavam na manhã desta segunda-feira após um relatório do BTG Pactual confirmar que a Amazon.com deve lançar em breve uma plataforma de vendas diretas no Brasil, o que pode pressionar as margens das empresas para baixo e aumentar a concorrência em um setor ainda se recuperando de uma longa crise.

 

De acordo com uma nota a clientes, os analistas do BTG Pactual citaram fontes dizendo que, após um atraso de três meses, a Amazon lançará sua plataforma 1P para um amplo portfólio de itens hoje ou nesta semana. Para lidar com a logística mais complexa no Brasil, a gigante americana lançará sua funcionalidade mais bem-sucedida em todo o mundo, conhecida como Fulfillment by Amazon; os analistas esperam que a abordagem seja gradual, dada a concorrência de jogadores como como Magazine Luiza e B2W.

 

O foco da Amazon no segmento 1P, como a plataforma de vendas direta é conhecida no mundo, significa que a companhia está pronta para estabelecer parcerias com operadores de atendimento e companhias de logística que deem um suporte mais assertivo ao cliente. No momento, a Amazon opera em parceria com a Prologis, uma das maiores operadoras de armazéns do mundo.

 

Às 13h35, Magazine Luiza ON despencava 3,36%, sua pior queda desde final de novembro, cotada a R$168,35 – menor patamar desde 17 de dezembro; B2W ON acumulava sua terceira queda seguida, recuo de 4,3% a R$44,01. Já a Via Varejo ON cedia 1% a R$4,83.

 

As três companhias também ajudavam a puxar para baixo o índice de consumo da B3, conhecido como ICON. O indicador referência para o setor recuava 1,1%, em dia de vencimento de opções sobre ações e queda do índice Ibovespa.

 

Para o contribuidor TC Pedro Albuquerque, o anúncio da Amazon pode criar “um certo ruído no setor”, porém vê a Via Varejo como ativo “extremamente depreciado”. Para ele, poderia haver algum movimento da Amazon para comprar algum ativo da Via Varejo; ele vendeu ações da Magazine Luiza ao descoberto para se proteger do impacto que a entrada da Amazon no 1P possa causar no setor, e reduziu sua posição na Via Varejo consideravelmente.

 

(Foto: Amazon/Time)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis