TC Mover
Mover

Itaú BBA eleva alvo da Vale com maior visibilidade sobre custos da tragédia

Postado por: TC Mover em 03/06/2019 às 10:04

Recentes ações por parte da Vale, assim como esforços mais acelerados para negociar as indenizações e os custos judiciais decorrentes da tragédia da mina em Brumadinho, tiraram incertezas sobre o desempenho operacional e o impacto financeiro futuros da Vale, disseram analistas do Itaú BBA nesta segunda-feira.

 

Da mesma forma, a recente alta nos preços do minério de ferro e pelotas, que devem encerrar o ano a níveis acima dos esperados inicialmente, e o leve aumento do custo caixa, permitiu aos analistas, liderados por Marcos Assumpção, elevar o preço-alvo para os recibo de ações da mineradora negociados em Nova Iorque, de US$15,50 para US$19. O alvo para as ações negociadas em São Paulo também foi elevado, de R$58 para R$63. Assumpção e sua equipe mantiveram as ações da maior produtora de minério de ferro do mundo como sua preferida entre as do setor na América Latina.

 

A decisão do Itaú BBA demonstra como os analistas estão gradativamente mudando sua visão mais cética quanto ao impacto da tragédia que deixou mais de 300 mortos e desaparecidos na mina de Brumadinho em 25 de janeiro, quando uma barragem de rejeitos desabou. Mesmo estando no radar, os riscos quanto à possibilidade de desmoronamento da mina da Vale em Barão de Cocais causar uma tragédia similar à de Brumadinho estão caindo. Na sexta-feira, a mineradora informou que parte do talude norte da cava se desprendeu, sem criar maiores danos à estrutura da barragem.

 

(Foto: mina da Vale/Agência Vale)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis