TC Mover
Mover

Ghosn, maior executivo do setor automobilístico, é preso no Japão por fraude

Postado por: TC Mover em 19/11/2018 às 13:40

Carlos Ghosn, o homem que resgatou a montadora japonesa Nissan da bancarrota e a fez um exemplo de reviravolta na indústria automobilística global, foi preso na segunda-feira por falsificar relatórios de compensação e usar ativos da empresa indevidamente. Ghosn, que também é diretor-presidente da francesa Renault, deve ser demitido da Nissan.
— As ações da Renault, a cabeça de uma aliança global com a Nissan e a Mitsubishi, despencavam 5% com a notícia. As ações da Nissan só devem negociar na madrugada da terça-feira, horário de Brasília.

— ANÁLISE

  • O escândalo deve desacelerar, se não parar por completo, o plano de Ghosn de combinar serviços automotivos e de tecnologia com aplicativos – parte da estratégia da aliança global Renault-Nissan-Mitsubishi.
  • Segundo o jornal japonês Asahi, Ghosn foi preso pela promotoria de Tóquio e será demitido da Nissan. A Nissan investiga suspeitas de que Ghosn e Greg Kelly, outro conselheiro da companhia, informavam valores menores de compensação financeira para a bolsa de Tóquio; segundo o jornal, foram US$44 milhões reportados a menos em cinco anos.
  • Nascido no Brasil e descendente de libaneses, Ghosn se juntou primeiro à Renault e partiu para a Nissan em 1999, quando a montadora francesa comprou o controle da japonesa. As ações da montadora francesa atingiram seu nível mais baixo em três anos com a notícia.

Foto: Mark Blinch/Reuters

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis