TC Mover
Mover

Concorrência intensa deve impactar resultado da Cielo e reforçar ‘venda’

Postado por: TC Mover em 22/07/2019 às 14:52

Com oito recomendações de manutenção e cinco de venda, a ação da Cielo tem sido alvo dos vendidos e dos céticos ao longo do ano – o papel cai 55% nos últimos doze meses. Analistas esperam um resultado do segundo trimestre ainda fraco para a maior credenciadora de cartões do país, que está sofrendo com concorrência intensa, uma brecha tecnológica e de soluções perante seus rivais menores e a desaceleração econômica.

 

“Nós não vimos uma estabilização de preços” no segmento de adquirência ao longo do período abril-junho, disseram analistas da Safra liderados por Luiz Azevedo. A abordagem comercial mais agressiva implementada pelo diretor-presidente Paulo Caffarelli para recuperar fatia de mercado reforça a visão de ceticismo do mercado para o segundo trimestre.

 

A Cielo deve divulgar lucro líquido de R$450 milhos no segundo trimestre, queda de quase 40% na base anual, com a receita líquida recuando para R$2,85 bilhões e o EBITDA derretendo 30% para R$798 milhões, de acordo com o consenso de cinco analistas no TC. A companhia divulga o balanço na terça à noite e fará teleconferência na quarta-feira às 11h30.

 

Do lado das despesas, campanhas de marketing e contratação de funcionários deve contribuir para maiores custos na base sequencial. O pré-pagamento de recebíveis – que representa quase 40% do lucro da Cielo – deve cair perto de 20%, refletindo a forte concorrência no segmento.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis