TC Mover
Mover

Cadastro positivo entra em vigor amanhã; medida pode facilitar acesso ao crédito

Postado por: TC Mover em 08/07/2019 às 9:33

O cadastro positivo compulsório, um sistema que determina a inclusão automática das informações de bons pagadores em uma base de dados, entra em vigor nesta terça-feira, tornando o acesso ao crédito mais fácil e com juros menores para empresas e indivíduos que honram seus compromissos financeiros.

 

O sistema prevê a adesão automática no repasse, sem consentimento prévio, de informações de histórico de pagamento de pessoas físicas e jurídicas a birôs de crédito, como Serasa Experian, Boa Vista e outros. Os dados devem providenciar informação que permitirá atribuir notas de crédito a cada devedor, que por sua vez serão utilizadas como referência na tomada de empréstimos e outras operações de crédito.

 

As fontes de informação de crédito, sejam bancos, financeiras, empresas de telefonia, água, gás e energia elétrica, devem enviar para os gestores de bancos de dados as informações de pagamento dos consumidores que irão compor o Cadastro Positivo. “De posse de uma análise mais precisa, os consumidores, por sua vez, poderão esperar do mercado uma apreciação creditícia mais personalizada, com taxas de juros e prazos melhores do que os atualmente praticados”, disse a Boa Vista em comunicado.

 

A medida é importante porque disponibilizará informações que atualmente não são consideradas em uma avaliação de crédito, permitindo uma avaliação de risco mais individualizada e precisa. Um sistema similar de avaliação de crédito tem sido usado por companhias de tecnologia financeira, ou fintechs, especializadas em crédito, com bastante sucesso.

 

Companhias e indivíduos no Brasil pagam as taxas de juros, ajustadas pela inflação, mais altas entre as 20 maiores economias do mundo – em parte pela falta de elementos mais assertivos na avaliação da qualidade de crédito – como informações sobre os hábitos de pagamento dos devedores. Hoje, o bom pagador é penalizado pelo consumidor inadimplente, fazendo com que os juros sejam elevados para todos.

 

No crédito livre, ou seja, aquele que não tem nenhum componente subsidiado, a taxa média de juros situou-se em 38,5% ao ano em maio, de acordo com o Banco Central. No segmento de pessoas físicas, o juro médio atingiu 52,9% ao ano em maio, e se situou em 19,5% para as pessoas jurídicas.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis