TC Mover
Mover

Busca de parceiro para halal é positivo para BRF, diz BTG Pactual

Postado por: TC Mover em 22/05/2019 às 11:11

A possível busca da BRF por um parceiro para seu negócio de alimentos feitos para o consumo em países islâmicos é positiva para a maior exportadora de carne de frango do mundo, porque traria capital novo e a expertise para lidar com um mercado complexo e evitaria uma reestruturação de ativos bastante onerosa, disseram analistas do BTG Pactual nesta quarta-feira.

 

Os analistas, liderados por Thiago Duarte, atualmente têm tanto recomendação quanto o preço-alvo da BRF em revisão. Segundo uma matéria do Valor Econômico, publicada ontem, a BRF está procurando um sócio estratégico para expandir sua atuação no mercado conhecido como halal na Arábia Saudita. Para isso, ela estuda oferecer uma participação minoritária na subsidiária One Foods, que concentra todos os ativos focados no halal, ou vender uma parcela dos negócios de distribuição que possui na região e uma fábrica de alimentos em Abu Dhabi.

 

Uma transação desse tipo poderia acelerar o processo de redução da dívida da BRF – a venda de uma fatia de até 35% dos ativos halal poderia render cerca de R$1,3 bilhão à BRF, de acordo com a reportagem. “Com esse acordo, a BRF poderia abordar duas questões importantes com apenas um movimento: injetar novo capital para a empresa, cuja alavancagem permanece muito acima do ideal, … e adicionar um viés mais local ao seu negócio no Oriente Médio, que tem sido submetido a crescentes pressões competitivas conforme as autoridades locais adotam uma agenda mais protecionista”, disseram os analistas.

 

A equipe acredita que o negócio poderia valorizar a operação da empresa na região em US$1,2 bilhão. Há alguns anos a BRF passou do lucro bilionário para o prejuízo, e tenta se reerguer por meio de mudanças na gestão e da venda de alguns ativos. A One Foods foi alvo de uma tentativa de listagem em 2016 e 2017, que não vingou por conta dos problemas operacionais da BRF e de turbulência nos mercados de capitais globais. O papel avançava 1,4% a R$30,46 às 11h05. No ano, o papel acumula alta de 37%, impulsionado principalmente pelo surto de peste suína na Ásia.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis