TC Mover
Mover

BTG Pactual vê Vivo, TIM em guerra de preços que pode gerar canibalização de suas bases de clientes

Postado por: TC Mover em 19/06/2019 às 11:15

A recente guerra no custo dos planos pré-pago e pós-pago entre a Vivo e a TIM Brasil criam um obstáculo para que as operadoras de telefonia celular assumam uma abordagem de preços mais racional, disseram analistas do BTG Pactual nesta quarta-feira.

 

Desde que a Vivo lançou uma oferta agressiva para o pré-pago em setembro, o mercado tem procurado, ao que parece sem muito sucesso, por um novo equilíbrio, disseram analistas liderados por Carlos Sequeira. O ataque da Vivo ao segmento pré-pago, que responde por menos de 20% de suas vendas móveis, foi um golpe para a TIM Brasil, que deriva 35% de sua receita desse segmento. Como resposta, a TIM Brasil revidou no segmento mais caro no pós-pago de alto padrão, que representa uma parte muito pequena da sua receita, mas que é a mais relevante no mix de receitas da Vivo.

 

Assim, a recente reversão de algumas reduções de preço em alguns pacotes por parte da Vivo ainda levanta temores entre os concorrentes de uma potencial canibalização. A Vivo PN, que hoje recua 0,2% a R$50,15, subiu 21% nos últimos 12 meses – quiçá sinalizando que, na mente do investidor, a guerra de preços a afeta menos. Já no caso da TIM Brasil, que hoje dispara 2% a R$11,44, o papel cai 7,8% desde junho do ano passado.

 

(Foto: Marcello Casal Jr. – Agência Brasil)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis