TC Mover
Mover

Bradesco vê Azul interessada na Passaredo por acesso a Congonhas; eleva preço-alvo

Postado por: TC Mover em 15/07/2019 às 12:34

Uma mudança nas regras de distribuição de slots no aeroporto de Congonhas, requerida pelo governo, pode beneficiar a Azul e levar a aérea a fazer uma oferta de aquisição pela rival Passaredo, para aumentar a presença nesse aeroporto, segundo relatório do Bradesco BBI publicado na segunda-feira.

 

Após o pedido de recuperação judicial da Avianca Brasil e leilão das vagas que a companhia tinha em vários aeroportos brasileiros, tanto o Ministério da Infraestrutura, quanto a Advocacia geral da União e o Cade exigiram à Anac, agência reguladora do setor aéreo, uma alteração nas regras para a distribuição dos slots em Congonhas – 90% dos quais estão atualmente nas mãos das concorrentes Gol e LATAM. Em um cenário de distribuição dos slots, como são chamadas as autorizações de decolagem e pouso, a Anac poderia classificar novas companhias como empresas que possuem de 5 até 39 vagas e distribuiriam os 41 slots da Avianca entre essas companhias. De acordo com a equipe de análise do Bradesco, a Azul seria a maior beneficiária dessa redistribuição, podendo elevar a sua fatia nos slots de 5% para 10%.

 

Os analistas do Bradesco também estimaram uma posição aquisição para a Azul, a companhia Passaredo hoje possui uma frota de cinco jatos e poderia receber até 10 slots com a nova regra de distribuição, atingindo 1,9% de fatia mercado. Estimando um valor de mercado de 2,3 vezes o custo de reposição da frota – métrica utilizada para precificar ativos aéreos – a passaredo valeria US$93 milhões.

 

A Avianca Brasil pediu recuperação judicial em abril deste ano, deixando disponível 41 vagas no aeroporto de Congonhas. O movimento de redução de concentração de mercado em Congonhas, aliado a ganhos cambiais – oriundos da valorização do real – fizeram a equipe de analistas do Bradesco elevarem o preço-alvo da ação da Azul de R$47 para R$65,00 no final de 2020. Hoje, às 11h50, as ações preferenciais da Azul sobem 1,69% a R$49,92. As ações preferenciais da Gol caíam 0,56%.

 

(Foto: aeronave da Azul/ Divulgação)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis