TC News
News

No Copom, Ilan Goldfajn prepara terreno para sucessor

Postado por: TradersClub em 07/02/2019 às 9:49

Ontem foi a última decisão do comitê de política monetária do Banco Central sobre o comando de Ilan Goldfajn, que por quase três anos trabalhou para deixar os juros básicos no menor patamar possível e por um tempo razoável. Em termos gerais, podemos falar “missão cumprida”.

 

A decisão de ontem, em que o comitê conhecido como Copom deixou a taxa básica de juros Selic inalterada em 6,50% ao ano pela sétima reunião consecutiva, deve deixar Roberto Campos Neto, a ser sabatinado ainda neste mês, preparado para assumir a condução do BC sem ficar amarrado a nenhuma sinalização.

 

O mercado ainda vê chance de um corte na próxima reunião, ou na seguinte, daqui a uns 90 dias. O contrato futuro do DI para janeiro do ano que vem está neste momento em 6,375% – de uma forma precificando que há chance de quase 50% de que o Copom volte a cortar a Selic em algum momento neste ano. No entanto, ontem, Goldfajn colocou água nessa fogueira.

 

Três meses atrás, a projeção era de que a Selic ia acabar 2019 em 8%. Os economistas veem a inflação anual abaixo da meta até 2021. Com o crescimento do PIB ainda lento e sem a aprovação da reforma da Previdência, um corte não parecia a melhor alternativa. É o risco de as reformas não passarem que segura a Selic nos 6,50%.

 

Entre os pontos do comunicado que podem impactar o mercado de juros no pregão desta quinta-feira, destacamos: (i) que o Copom vê a recuperação da economia em ritmo gradual; (ii) que o cenário está mais desafiador para os países emergentes por conta da crescente aversão ao risco e da desaceleração econômica nos países mais ricos; (iii) que as medidas de inflação subjacente continuam em níveis apropriados; (iv) que há riscos em ambas as direções para a inflação no cenário básico, com peso altista maior pelo exterior; (v) que o balanço de riscos é compatível com a convergência da inflação às metas; e (vi) que a percepção de continuidade das reformas afeta as expectativas e as projeções correntes.

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis