TC Mover
Mover

Banco Central altera regras nos compulsórios; DIs caem

Postado por: TC Mover em 22/11/2018 às 11:30

O Banco Central anunciou nesta quinta-feira alterações nas regras para recolhimento de compulsórios sobre recursos à vista e a prazo que podem liberar até R$2,73 bilhões.

  • O fim de deduções que acabariam no final de 2019 foi antecipado para dezembro de 2018.
  • Para compensar as alterações, a alíquota sobre recursos a prazo foi reduzida de 34% para 33%. A sobre recursos à vista foi de 25% para 21%, gerando uma liberação residual da ordem de 0,6% do recolhimento total.
  • Os valores de algumas deduções foram atualizados, como recolhimentos sobre recursos a prazo e sobre recursos à vista – estas últimas sobem de R$200 milhões para R$500 milhões.
  • As alterações fazem com que oito instituições de menor porte não ter mais obrigatoriedade desses recolhimentos.
  • O BC diminuiu a exigência mínima diária de cumprimento da exigibilidade de 80% para 65% sobre os montantes de recursos à vista.

 

Análise e reação

  • Logo após a notícia, a maioria dos contratos de DI passou a ajustar para baixo, com destaque para a ponta longa da curva. O contrato para janeiro de 2027 caía 9 pontos-base a 9,90% às 10h40.
  • As medidas fazem parte da agenda BC+ e permitem redução dos custos para o sistema financeiro. Elas reduzem a complexidade das normas e aumentando a flexibilidade para a gestão das reservas das instituições.
  • O BC espera que as alterações produzam efeitos no final deste ano.
  • A medida reduz o custo que os bancos têm para lidar com seus excessos de liquidez e redirecioná-los para o crédito. Isso pode facilitar e até baratear o crédito para os consumidores, como você.

 

Gráfico: Nelogica
Foto: Divulgação/Banco Central

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis