TC Mover
Mover

IPCA-15 vem abaixo do consenso apesar de gastos de educação

Postado por: TC Mover em 21/02/2019 às 9:35

Pressão altista no custo dos alimentos e a volta da temporada escolar levaram a uma aceleração leve nos preços ao consumidor na primeira quinzena de fevereiro, mas sem trazer riscos para o cenário esperado de uma manutenção prolongada da taxa de juros na mínima histórica.

 

O índice IPCA-15, utilizado como uma prévia da inflação mensal, subiu de 0,30% em janeiro para 0,34% em fevereiro, disse o IBGE hoje em seu site. De acordo com as estimativas de seis economistas consultados pela TC News, o índice devia ter aumentado 0,36% em fevereiro.

 

Já em 12 meses, a inflação medida pelo IPCA-15 desacelerou para 3,73% até fevereiro, pouco abaixo dos 3,77% na leitura do mês imediatamente anterior e dos 3,75% do consenso. O maior peso na alta veio do segmento educação, puxado pela alta nas mensalidades e material escolar, de 3,52%. Três grupos mostraram altas na base mensal, enquanto seis recuaram.

 

A média dos núcleos da inflação, que tira os itens mais voláteis da amostra do IPCA, teve leve declínio em fevereiro, para 0,39%, ante 0,40% em janeiro. A média dos preços livres caiu de 0,51% para 0,43%, enquanto os serviços mostraram forte deterioração – passando de 0,36% em janeiro para 0,63% em fevereiro. O índice de difusão, que mostra a dispersão de altas ao longo da amostra, recuou de 62,5% para 58,9% em fevereiro.

 

Os contratos de juros futuros caíram com a divulgação do IPCA nos primeiros minutos do pregão. O contrato do DI para janeiro próximo chegou a cair até 2 pontos-base para 6,40% com a divulgação. A inflação não parece ser o problema mais latente para o Banco Central ou para os investidores: a meta de inflação para esse ano está quase 50 pontos-base, ou 0,5 pontos percentuais, acima da inflação observada em 12 meses.

 

(Foto: Papelaria/EBC)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis