TC Mover
Mover

Indústria mostra sinais de maior estagnação em abril; juros oscilam

Postado por: TC Mover em 04/06/2019 às 9:30

A produção industrial registrou em abril alta abaixo do consenso na base mensal, sinalizando que a tendência de estagnação vista nos primeiros meses do ano está se estendendo ao segundo trimestre. Os contratos de juros futuros com vencimentos mais curtos oscilaram, reflexo da incerteza em relação à posição do Banco Central sobre possíveis cortes na taxa básica de juros nos próximos meses.

 

Segundo o IBGE, em abril, a produção industrial registrou avanço de 0,3% na base sequencial, na série com ajuste sazonal, insuficiente para anular o recuo de 1,4% visto em março. O consenso esperava alta de 0,9%. Na base anual, a indústria caiu 3,9%, comparado com o consenso de queda de 2,9%.

 

O setor industrial acumula perda de 2,7% nos quatro primeiros meses do ano, e de 1,1% nos últimos doze meses. Com esses resultados, o setor industrial ainda se encontra 17,3% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011, disse o IBGE em comunicado.

 

Os juros com vencimentos em janeiro próximo e em janeiro de 2021 mostraram altas de 0,5 ponto-base e de 2 pontos-base às 09h25. O DI com vencimento em janeiro de 2020 ainda precifica quase 100% de chance de que o Banco Central corte a taxa básica Selic em 25 pontos-base ao longo do quarto trimestre. A tendência de correção nos DIs perdeu intensidade no meio da tarde de ontem, após o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, dizer que cortar a Selic pode não se traduzir em mais crédito por conta de “entraves microeconômicos.” Essa sugestão fez o investidor reduzir suas apostas em uma Selic menor antes do final do ano.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis