TC Mover
Mover

Guedes espera que reforma e venda de ativos ajudem a zerar déficit

Postado por: TC Mover em 23/01/2019 às 16:02

O ministro da Economia, Paulo Guedes, espera que a aprovação da reforma da Previdência e algumas privatizações de estatais e subsidiárias em que a União tem participação ajudem a zerar o déficit primário neste ano, uma mensagem contundente que puxou o câmbio e os juros fortemente para baixo e deu um fôlego na bolsa.

 

Em entrevista à TV da Bloomberg News em Davos, onde participa do Fórum Econômico Mundial, Guedes disse que a prioridade política e econômica do governo é a reforma da Previdência, que há anos apresenta um rombo enorme e que vai precisar de um sistema de pensões novo. Só a reforma deve cortar o déficit primário de 2019 pela metade. Da mesma maneira, ele disse que a venda de algumas estatais deve render US$20 bilhões, dinheiro que também ajudaria a reduzir o déficit de forma considerável.

 

O governo, no projeto do Orçamento da União para este ano, espera R$139 bilhões de déficit primário. No ano passado, o governo deve ter batido a meta e acabado o ano com um rombo menor, de acordo com expectativas de técnicos do Tesouro Nacional.

 

A mensagem, que acontece após a comitiva encabeçada pelo presidente Jair Bolsonaro e Guedes cancelar uma coletiva de imprensa com jornalistas em Davos, ajudou a acelerar a queda do dólar futuro, que recuou mais de 1,2% ante o real, para R$3,7730 às 15h42. Os juros futuros, quiçá o melhor indicador para calibrar as expectativas dos investidores em relação à saúde fiscal do país, recuaram em bloco fortemente, com o contrato do DI para janeiro de 2020 recuando para 6,45%, perto da mínima histórica.

 

(Foto: Paulo Guedes/Agência Brasil)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis