TC Mover
Mover

Feriado nos EUA, cessão onerosa marcam pregão

Postado por: TC Mover em 22/11/2018 às 8:19

Em dia de feriado de Ação de Graças dos Estados Unidos e às vésperas da Black Friday, a atenção dos investidores brasileiros deve se voltar para notícias envolvendo a cessão onerosa, privatizações e as negociações do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro. A principal história para o dia é matéria do Valor de que a equipe de Bolsonaro estuda mudar o leilão dos excedentes da cessão onerosa do regime de partilha para o regime de concessão. Se isso for levado adiante, a arrecadação poderia aumentar de R$60 milhões para R$100 milhões. Uma mudança no regime é possível via medida provisória ou decreto presidencial, o que estaria sendo discutido.

 

Ainda em relação à cessão, a demora do governo em pautar o texto no Senado tem mais uma explicação: Eunício Oliveira, presidente da casa, disse ontem que só irá votar o texto quando existir um acordo para que os estados e municípios também recebam uma parcela do que for arrecadado. Ele está em conversa com os futuros ministros Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni e, segundo o Estado, já há um acordo, mas ainda sem um valor definido, para quanto será distribuído às unidades da Federação. Outro assunto que puxa o time econômico para a conversa é que existiria agora uma preferência em passar a reforma da Previdência antes de iniciar os processos de privatizações, segundo o Valor. Sem a reforma, haveria pressão para uma venda rápida dos ativos, gerando menos retorno para os cofres públicos.

 

No front externo, a quinta-feira amanheceu em clima de cautela nos mercados mundo afora. A forte queda das bolsas americanas na terça-feira foi levemente diluída por uma recuperação ontem, mas o sentimento continua sendo de cuidado com a relação estremecida entre os EUA e a China. A mídia internacional começa a especular que uma possível Guerra Fria entre os países possa estar em curso, o que culminaria na cobrança velada de posicionamento do resto das nações aliadas de ambos os lados. Enquanto isso, o investidor segura a mão nos ativos de risco. Hoje, no entanto, o impacto deve ser menor, já que o feriado americano tende a diluir o volume de negociações no mundo.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

— Mesmo com o respiro momentâneo nos mercados de ações norte-americanos e de commodities visto na quarta-feira, às vésperas do feriado americano de Ação de Graças de hoje, o clima de cautela impera na Ásia e na Europa. A queda em alguns dos índices desses mercados é amplificada pelos baixos volumes de negociação – as bolsas dos Estados Unidos permanecerão fechadas hoje.

 

— As apostas de aumento da taxa de juros do Federal Reserve nos EUA em 2019 perdem força com a alta de dezembro praticamente garantida. As perspectivas de desaceleração econômica global se traduzem em um dólar mais fraco e rendimentos dos Treasuries mais estáveis.

 

— Hoje o conselho da Nissan se reúne para decidir se demite o empresário franco-brasileiro Carlos Ghosn do comando do colegiado, na esteira do escândalo por um suposto enriquecimento ilícito. Fique de olho no desempenho da parceira da Nissan, a francesa Renault, que pode pressionar os mercados europeus para baixo.

 

Principais notícias corporativas

 

— Petrobras: Líderes parlamentares negociam entendimento para votar projeto da cessão onerosa na semana que vem, após adiamento.  

 

— Banco do Brasil: Possível indicação de Ivan Monteiro para a presidência do banco perde força, segundo o Valor.

 

— Vale: Governadores eleitos do Pará e do Espírito Santos estão insatisfeitos com as contrapartidas da empresa na renovação do contrato de concessão de ferrovias.

 

— Eletrobras: Empresa obteve liminar na justiça para manter leilão da distribuidora do Amazonas.

 

— Eletropaulo: A companhia mudou as projeções de EBITDA e investimentos para os períodos 2018-2021 e 2018-2022.

 

— Porto Seguro: O conselho da seguradora aprovou R$300 milhões em dividendos, que serão pagos em 5 de dezembro.

 

— Construtoras: O Senado incluiu emendas ao projeto que regulamentava os distratos imobiliários, que agora deve retornar à Câmara dos Deputados.

 

— Gerdau: A companhia tem reunião com a Apimec hoje às 09h00.

 

— Movida: A companhia, que tem reunião na Apimec hoje, às 09h00, planeja fazer uma emissão de R$525 milhões em debêntures não conversíveis.  

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

— 08h00: Monitor do PIB de setembro – FGV

— 10h00: Confiança da Indústria de novembro – CNI

 

Indicadores internacionais

— 13h00: Indicador de Confiança do Consumidor da Zona do Euro; consenso -3,0

 

Eventos

— N.D.: Feriado do Dia de Ação de Graças nos EUA

— 08h00: Presidente eleito Jair Bolsonaro tem reunião com os comandantes indicados das Forças Armadas

— 08h30: Alliar tem Investor Day em São Paulo

— 09h00: Reunião Apimec com a Movida, São Paulo

— 09h00: Reunião Apimec com a Gerdau, São Paulo

— 09h30: Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, participa de reunião no Comitê de Estabilidade Financeira do Banco Central

— 10h30: Ata da Reunião de Política Monetária do Banco Central Europeu

— 13h30: Anima tem Investor Day em São Paulo

— 15h30: Reunião Apimec com a Iochpe-Maxion, São Paulo

— 16h15: Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, faz palestra durante o evento Macro Day BTG Pactual

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis