TC Mover
Mover

EUA pedem a China que pare de desvalorizar o iuan, diz Bloomberg 

Postado por: TC Mover em 19/02/2019 às 15:48

Os Estados Unidos querem que a China pare de desvalorizar o iuan para mitigar o impacto das sobretaxas comerciais e aumentar suas exportações de forma artificial, em mais um assunto que deve ser discutido na atual rodada de conversas comerciais entre as duas maiores economias do planeta, disse a Bloomberg News nesta terça-feira.

 

Segundo a Bloomberg, que citou pessoas à par do assunto, o pedido visa neutralizar qualquer esforço da China para desvalorizar sua moeda e anular o impacto da alta nas tarifas de importação de produtos chineses nos EUA. Autoridades dos dois países estão discutindo como lidar com a política monetária em um memorando de entendimento, que seria a base de um acordo que terá que ser aprovado pelos presidentes Donald Trump e Xi Jinping.

 

O ponto trazido pela equipe de negociadores americanos faz todo sentido: os EUA há anos reclamam que a política comercial chinesa usa a desvalorização da moeda nacional como combustível para o crescimento das exportações chinesas. Um país que desvaloriza sua moeda perante seus parceiros comerciais tende a ganhar uma vantagem no comércio internacional, pois consegue vender seus produtos a um preço mais baixo no exterior.

 

A resolução, ou não, da guerra comercial EUA-China é um dos temas nevrálgicos do mercado global para esse ano e responsável pelos vários surtos de volatilidade vistos nos últimos 12 meses. Isso porque o impacto de uma guerra comercial entre as duas nações respinga no mundo inteiro: as exportações reais e o PIB global tendem a recuar, a demanda mais fraca enfraquece as cadeias de fornecimento e pode haver até inflação se faltar oferta de algum produto em alguma região global.

 

Segundo a Bloomberg, a atual rodada de conversas começou hoje em Washington e deve continuar até sexta-feira, com um prazo final de 1 de março para uma solução definitiva.

 

(Foto: Nota de cem iuanes – China Today)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis