TC Mover
Mover

Saiba mais sobre o risco de um Brexit sem acordo

Postado por: TC Mover em 15/11/2018 às 19:09

— Hoje, a premiê britânica, Theresa May, teve de conter uma rebelião do seu partido após seu esboço do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia deixar diversos membros do gabinete descontentes. Veja as graves consequências econômicas para o país e o bloco, caso a ruptura seja brusca. Entre elas:

  • Impacto em praticamente todo o comércio diário entre Reino Unido e Europa, com a exigência de permissões e barreiras alfandegárias.
  • Imposição de até €15 bilhões em tarifas para empresas britânicas e europeias, segundo cálculos de analistas.
  • Pode afetar o suprimento de alimentos e insumos médicos ao Reino Unido.
  • Risco para o status dos cidadãos britânicos vivendo na Europa e vice-versa.
  • Possível diminuição dos investimentos e aumento do desemprego no Reino Unido. Analistas do Barclays estimam que o desemprego no país possa atingir 6% em 2020, contra os atuais 4,1%.
  • Enfraquecimento do partido Conservador e possível vitória do partido Trabalhista na próxima eleição, o que investidores veem como negativo, especialmente para os bancos.
  • Aumento da inflação para 3,5%, combinado com depreciação de 0,5 ponto percentual da libra, segundo o Barclays.
  • Perspectiva de desaceleração econômica e até recessão no Reino Unido.
  • Para o FMI, nenhum país se beneficiaria economicamente com a ruptura. Os mais prejudicados seriam Irlanda, Bélgica e Holanda, que têm laços mais fortes com o Reino Unido.
  • Sem acordo, o FMI calcula redução de 1,5% do crescimento econômico britânico em um período de cinco a dez anos.

Foto: Parlamento Britânico – Thinkstock

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis