TC Mover
Mover

Ata deixa os próximos passos do Fed em suspenso

Postado por: TC Mover em 10/01/2019 às 8:33

A reconfortante ata do Federal Reserve de ontem deixou no ar uma pergunta: por que o mercado não recebeu a mesma mensagem de alívio, com os termos “paciência” e “pausa”, no comunicado da decisão de 19 de dezembro, que elevou os juros nos Estados Unidos para o intervalo entre 2,25% e 2,50%? Já se passaram três semanas – nas quais as bolsas no mundo inteiro despencaram e se recuperaram.

 

Naquele dia, o Fed sinalizou que os juros continuariam subindo gradativamente, mudou sua perspectiva de ritmo e intensidade das altas e ancorou sua atuação futura no conjunto dos dados da economia. O presidente do banco central americano, Jerome Powell, indicou na coletiva posterior à decisão de dezembro que a volatilidade não seria o carro-chefe das decisões do comitê de política monetária do banco central americano. A comunicação poderia ter sido melhor.

 

O Fed ainda pode se dar ao luxo de ser paciente em relação às próximas movimentações dos juros. Citando a incerteza atual, os membros do Fed reconheceram na ata que o caminho à frente é “menos claro”. O documento mostrou que a elevação da taxa-alvo enfrentou a resistência de alguns dos membros do comitê – para eles, a carência de pressões inflacionárias traz um argumento de peso contra outro aumento.

 

Hoje, os mercados reagiam com cautela à comunicação difusa da autarquia – as bolsas ao redor do mundo caíam, enquanto o rendimento dos títulos da dívida americana cedia mais de três pontos-base. Os investidores ficam à espera de novas falas de Powell, às 15h00.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis