TC Mover
Mover

Apesar do salto em alimentos e administrados, IPCA de março não deve levar a ajuste de projeções

Postado por: TC Mover em 09/04/2019 às 14:05

A inflação anual medida em março deve ultrapassar a meta oficial para o ano por conta do recente salto no custo dos alimentos e dos preços administrados, mas deve desacelerar ao longo dos próximos meses na esteira de uma economia fraca, da retomada lenta do emprego e do bom comportamento dos custos dos serviços, disseram economistas.

 

Segundo seis especialistas consultados pela TC News, o índice IPCA, a ser divulgado amanhã pelo IBGE a partir das 09h00, deve mostrar alta de 0,61% na base mensal, levando a leitura de 12 meses para 4,41% – acima da meta oficial de 4,25%. O Banco Central admitiu, na ata de sua última reunião de política monetária, uma possível aceleração sazonal no custo de vida da população ao longo deste trimestre, porém sem apresentar risco de estouro da meta oficial até o final do ano.

 

Para os economistas, essa alta que se apresenta como temporária não deve levar a revisões das projeções do IPCA no ano, mesmo com a maior pressão no custo dos alimentos que contamina tanto varejo quanto atacado, como indicado por outros índices de inflação. O boletim Focus divulgado na segunda-feira pelo BC mostrou um ajuste no consenso do mercado de 3,89% para 3,90%.

 

Os economistas devem, portanto, focar suas leituras no comportamento do índices subjacentes, conhecidos como núcleos do IPCA. Os núcleos expurgam aqueles itens dentro da cesta de bens calculada pelo IBGE que sofrem as maiores variações de preços. São também bastante seguidos por concentrarem itens que são mais sensíveis à política monetária do BC e ao ciclo econômico.

 

Dependendo do resultado do IPCA, a curva de juros pode reagir, segundo os analistas, já que em dias recentes, tem empinado por conta das incertezas com a tramitação da reforma da Previdência no Congresso.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis